sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Final do Ano e Restaurante do primeiro encontro: tem que ser coisa fina!

Oi gente, tudo bom???
Ando meio sumida pois estou passando a régua (profissionalmente falando) em 2009 nessa semana! Por isso a vida ficou meio apertada para escrever mais vezes entre essa semana e semana passada...
Oficialmente falando, estou de férias!!!!!!!!! Neeeeeem acredito!!!
Como essa época do ano é sempre uma época para se lembrar de amor, amizade, companheirismo, tolerância, perdão, resolvi colocar aqui uma matéria que há muito tempo eu já tinha visto... é sobre o restaurante do primeiro encontro!!! Foge até um pouco do que se esperava escrever para essa época do ano, não é mesmo???
Resumindo as festas em poucas palavras: o pernil é mais gorduroso do que o lombo. Tem mais gordura saturada! Por isso, se der, prefira o lombo assado, com um molhinho para ele não ficar muito seco! Peru/chester sem a pele assadinhos é uma excelente opção!!! Diabéticos e pessoas que estão controlando o peso: cuidado com a festa dos carboidratos na ceia: salpicão de frango com batata+arroz com passas+farofa+2 ou 3 sobremesas+cerejas+damascos... afeeeee!!! Esse diabetes vai pra 500 mg/dL!!!!!!!!!!!
Como diz uma amiga minha nutricionista: muitas vezes o problema não é a ceia de Natal... é comer a ceia de Natal o resto da semana!!! Ou seja, aquele peru de 4kg e aquele pernil de 7kg que não acabou na ceia, fica rolando e vira almoço e jantar para mais uns 5 dias!!! E as sobremesas então??? Sem comentários!!!
Por favor pessoal, existe uma coisa que a grande maioria das pessoas possuem: freezer!!! Em abril vcs se deliciam com as comidas da noite de Natal em poucas quantidades, o que vcs acham????
Bão, falando de amor e comida, vamos à matéria???? Comento em negrito...
"Estudo publicado na revista Appetite revelou que os restaurantes formais são os preferidos para os primeiros encontros de casais e que os restaurantes mais informais podem servir de programa quando o casal já tem mais intimidade. Já os restaurantes tipo fast-food foram vistos como os menos apropriados em qualquer estágio de relacionamento. (É... quando peixe já está na rede, o cara deixa de levar a namorada num "Spoti" da vida para levar só no "Xicohambúrguer"... que decadência, hahahah!)
Por meio de um questionário individual, os autores perguntaram para estudantes de uma universidade dos Estados Unidos sobre os lugares onde achavam apropriado levar seu parceiro para comer. Os estudantes deveriam responder sobre o grau de apropriação dos seguintes lugares: restaurantes finos, restaurantes casuais, restaurantes tipo fast-food, sua residência ou a residência do parceiro.
Participaram do estudo 215 homens e 347 mulheres. A idade média dos estudantes era 18,6 ± 1 ano.
Com relação aos primeiros encontros, os restaurantes casuais foram vistos como os mais apropriados. Os restaurantes finos, os casuais e as refeições nas residências foram marcados em proporções similares como apropriados para as relações mais longas. Os restaurantes do tipo fast-food foram indicados como os menos apropriados em ambos os casos. “Esse tipo de restaurante carrega um estigma de ser baratos e nada saudáveis”, confirmam os autores.
“Os restaurantes casuais foram escolhidos como os mais apropriados para os primeiros encontros devido ao seu conforto e cardápio variado, o que permite que o casal se conheça melhor, além de aprender sobre as preferências alimentares do parceiro”, dizem os autores.
Em relação aos gêneros, os homens consideraram os restaurantes finos mais apropriados para um primeiro encontro do que as mulheres (p<0,001).(Ahhhh... mentira!! Nós gostamos siiim de ser paparicadas, colocar uma roupa bonita e comer algo diferente do normal!!!! Às vezes, um restaurantezinho mais chique só faz bem pro casal!!! O restaurante pode ser casual, mas viver de fast food NÃO DÁ!!!)
Saber o roteiro e as preferências dos casais pode ajudar os profissionais que trabalham no ramo alimentício, oferecendo um cardápio variado e uma atmosfera casual e confortável à clientela”, sugerem os autores.
Referência(s):
Amiraian D, Sobal J. Dating and eating. How university students select eating settings. Appetite. 2009;52(1):226-9.

Fonte:
http://www.nutritotal.com.br/notas_noticias/?acao=bu&id=398

GENTE, me despeço de vocês aqui nesta postagem... nas próximas semanas estarei curtindo as merecidas férias depois de mais de 11 meses ralando non-stop... espero que todos tenham um Natal cheio de amor, temperado com muito carinho e sucesso!!!! E é claro... que a virada do ano seja especial para todos nós....

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Consumo de leite pelos adultos: alergia e intolerância à lactose

Boa tarde!
Bom, quando eu abri um e-mail de tarde sobre o consumo de leite de vaca pelos adultos, o assunto me coçou demaaaaais, pois intolerância à lactose é um dos temas da minha tese de mestrado. Aliás, há 1 ano e meio é um dos principais temas que estudo e que novas matérias na mídia sempre me despertam interesse!
A matéria abaixo foi extraída do site "Nutritotal", destinado aos profissionais nutricionistas! Como sempre, meus comentários são anexados ao longo da matéria em negrito:
"O termo reações adversas aos alimentos é utilizado para denominar qualquer reação anormal que ocorra após a ingestão do alimento.
A alergia alimentar se restringe apenas às reações nas quais o sistema imu­nológico está envolvido. Isto ocorre por uma falha da defesa intestinal do organismo, permitindo que alguns alimentos atravessem a parede do intestino, provocando manifestações clínicas como urticária ou vermelhidão nos lábios (normalmente nas alergias, as proteínas contidas no determinado alimento estão envolvidas no processo). Estas alergias atingem até 8% das crianças menores de três anos e 3% dos adultos. Entre os alimentos, o leite é um dos principais agentes causadores, especialmente na fase pediátrica.
Enquanto isso, a intolerância (que nada tem a ver com a alergia) chega a atingir mais de 50% da população e é uma doença crônica, que pode demorar meses, ou até anos para ser diagnosticada. Os sintomas são diversos e podem ocasionar danos nos sistemas nervoso central, urinário, respiratório, gastrintestinal, entre outros, levando a enxaqueca crônica, depressão, tontura, congestão nasal, rinite, sinusite, asma brônquica crônica, urticária, psoríase, acne, cãibra, náusea, diarréia, obesidade, entre outros. No caso do leite, a intolerância à lactose ocorre pela ausência na produção de lactase, enzima responsável pela digestão da lactose, açúcar do leite. Para que possamos absorver o açúcar do leite, é necessário que haja essa digestão, quebra da molécula de lactose em 2 sub-unidades: galactose e glicose. Daí sim absorvemos essas 2 sub-unidades! Na ausência de lactase, a lactose não pode ser digerida, tornando-se por isso uma fonte de alimento abundante para a flora intestinal (que então começa a crescer descontroladamente), e originando as náuseas, vômitos e a diarréia (por afetar a osmolariade do intestino delgado).
O leite é apontado como uma das principais substâncias envolvidas, ao lado de café e grãos. Além de tudo isso, mitos e crenças populares completam o afastamento dos adultos ao consumo de leite (concordo em gênero, número e grau!). Não é raro ouvir que leite é para bezerros, ou que o homem é o único mamífero que continua consumindo leite na idade adulta e ainda o faz utilizando o produto de outras espécies (não podemos esquecer que, para atingirmos as necessidades recomendadas de ingestão de cálcio precisamos buscar consumir os alimentos fontes deste nutriente e o leite de vaca é um dos principais alimentos ricos neste mineral).
Mitos e verdades
Médicos e estudiosos seguem produzindo diversos materiais sobre o tema, que também chamou a atenção de pesquisadores dos Institutos de Tecnologia de Alimentos (ITAL-Apta) e de Economia Agrícola (IEA-Apta) e da própria Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), vinculados à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.
O produto deste trabalho é o livro "Leite para Adultos: Mitos e Fatos frente à Ciência", lançado recentemente durante o 8º Simpósio Latino Americano de Ciência de Alimentos (SLACA), em Campinas, São Paulo. Coordenada pela professora Adriane Elisabete Costa Antunes (UNICAMP) e pela pesquisadora Maria Teresa Bertoldo Pacheco (ITAL), a publicação faz uma revisão abrangente da literatura científica e apresenta os mitos e verdades em torno do consumo de leite por adultos. Diz o prefácio que o objetivo do livro é trazer informações atualizadas e abrangentes sobre o tema, oferecendo aos profissionais da área de alimentos e saúde, bem como para a população em geral, uma ferramenta de consulta. Em um dos trechos, revela que novas descobertas apontam para a capacidade de continuar ingerindo leite na fase adulta como decorrente de uma mutação genética que proporcionou benefícios evolutivos aos indivíduos lactase persistentes, e que este padrão genético tem se tornado cada vez mais frequente na população mundial. Esta, segundo Adriane, é a razão pela qual a intolerância a lactose é ainda tão grande. Ela diz que há regiões da África, Ásia e Oriente Médio em que chega a 80% da população (não podemos esquecer que nós brasileiros somos uma tremenda mistura genética! Logo, a chance de sermos altamente intolerantes à lactose é mais baixo!).
Benefícios do leite
O leite é rico em proteínas, vitamina A, auxiliando na regulação do sistema nervoso e aumentando a resistência a infecções. É também a principal fonte de cálcio absorvido na alimentação, responsável por cerca de 70% do mineral ingerido pelo homem. É, portanto, uma importante arma para a prevenção de problemas como a osteoporose, especialmente para as mulheres, que são as mais acometidas. Ainda para as mulheres, o consumo de leite é também muito importante em uma importante fase de suas vidas. Durante a gestação e lactação, elas precisam de cálcio. Na falta, acabam retirando do próprio organismo, podendo desenvolver, além da osteoporose, osteopenia e osteomalácia. Estudos revelam, inclusive, que cerca de 45% das mulheres com intolerância à lactose descobrem-se livres do problema durante o período de gravidez e de lactação (e depois as pessoas condenam o consumo de leite!!! Veja bem: a exclusão do leite de vaca da alimentação de um adulto é feita mediante uma avaliação individual de bronquite, asma, rinites, intolerância à lactose e flatulência. Nos dois últimos casos, conseguimos reverter o processo não excluindo o leite da alimentação e sim substituindo-o por um leite com baixo teor de lactose, com várias marcas disponíveis no mercado)."
Bibliografia(s)
Leite para adultos: pesquisadores lançam livro. Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo. Disponível em: http://www.agricultura.sp.gov.br. Acessado em 25/11/2009.
Conselho Brasileiro de Qualidade do Leite. Disponível em: http://www.cbql.com.br. Acessado em 25/11/2009.
Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde. Disponível em http://bvsms.saude.gov.br/html/pt/dicas/88lactose.html. Acessado em 25/11/2009.
Fonte da matéria:

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Uma quase redenção! Prato de salada!

Bom dia pessoal!!! Essa chuva nuuunca mais vai parar em SP!!!! Afe!!!
Ontem no curso de Nutrição e Cirurgia Bariátrica tive que gritar para as nutris conseguirem ouvir o que eu estava falando, tamanha era a barulheira da chuva na janela! Mas o curso foi sensacional, com muitas trocas de experiências!!!! Foi ótimo!!!
Mas mantendo a linha dessa semana, o meu amigo está topando os desafios de fazer um pratinho lindo e fantástico para ele comer, ficar satisfeito e me ver dando os parabéns para ele publicamente!!!
E não é que meu amigo topou o desafio da redenção????
No dia seguinte à postagem dos pratos dele no blog, ele me mandou esse almoço:
O menino está aprendendo aos poucos, mas os comentários dele no e-mail foram pertinentes:

"Então fiz uma coisa diferente hoje. Claro que errei nos dois HOT ROLLS, mas como vc disse, nada de nazismo! Me diz o que acha! Quase todo o prato foi salada. Acho que logo logo ficarei varado de fome. Para isso existe o café da tarde, certo?"

Má, veja bem: não precisa fazer 85% do prato de salada, pois como vc mesmo disse, vc pode ficar varado de fome em breve! Como eu vi uns sushis no prato, vc até tem um aporte de carboidratos - fonte de energia, uns palmitinhos amigos e um pedaço humilde de salmão grelhado.... como vc tem um 1,865m (e garotas... ele está FACINHO, hahahaha!!!), dá pra comer um pedaço um pouco maior de carne, pois as proteínas são o grupo de alimentos que mais trazem saciedade... salada dá saciedade por conta das fibras, mas a saciedade da carne dura mais tempo!

Mas não é porque vc está comendo bastante salada e carne vc vai abortar os planos de fazer um lanchinho da tarde... ele serve para manter seu metabolismo alerta e forrar o estômago para vc não chegar varado de fome à noite!!!! A coisa tá melhorando, vc chega lá!!!

Bom final de semana pessoal!!!!!!


terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Prato Quaaaase Saudável

Oi pessoal... bom continuando a falar desse meu amigo do Shoyuman... antes dele vir à consulta, pedi para ele me escrever o que ele comeu nos dias anteriores para eu ter uma noção da alimentação que ele andava fazendo... como bateu a preguiça no meio do caminho, ele resolveu tirar umas fotos do que ele comeu e vejam só:

Na primeira foto, percebe-se que ele foi num "Quilo Japa", pois ele achou que arrasou na escolha de comida japonesa, com palmito, salmão e hot rolls... qual é o graaaande problema daquele prato: ele não enche a barriga e está repleto de gordura!!! Primeiro: lulas à doré e rolinho primavera.... depois vem os hot rolls fritinhos, um filezinho de frango à milanesa e o completando a gordureira toda, temos um salmão skin (sushi com pele de salmão frita - naaaada saudável!!). Vejam bem: comer isso num ou noutro final de semana até vale, mas poxa: comer isso de rotina no "Quilão" não dá!!!! Como não há salada (só tem um palmitinho safado), a chance da fome aparecer loguinho é muito grande!!! Precisamos colocar uma saladnha nesse prato!!!!

Como EU modificaria esse prato: trocaria o rolinho primavera frito por um cozido no vapor, frango grelhado, uma salada de folhas verdes, tomate, cenoura e com o palmitinho (metade do prato composto de saladas), uns sashimis de atum e salmão e sushi ao invés de hot roll... como o sushi tem arroz e o rolinho primavera também, não colocaria arroz no prato! Comi Japa de rotina mas não arrebentei na gordura!!!!

E o segundo prato? Qual é o problema dele??? A mesma coisa, muitas frituras! Meu amigo até tentou ser um cara saudável ("Amanda, vc sabe que eu não gosto muito de comer plantas!"), mas o prato dele é uma festa de carboidratos e frituras!!!!

Poxa, ele até comçou bem!!! Meio prato de alface e rúcula!!! Que fantástico!!! O lado direito está de parabéns!!! Mas ele conseguiu misturar um croquete de carne frito com frango à milanesa (deu pra perceber que ele goooosta de um frango frito, né?), um pedaço de frango assado com pele e salada de batata bolinha e purê de batata (Festival das Batatas!). Ou seja: eu tiraria a pele do frango assado, comeria mais frango assado ou filé de frango grelhado com um molhinho (ervas, tomate, colocaria um pouquinho de mostarda), trocaria o croquete e o purê de batata por legumes refogados ou cozidos. A batata bolinha ficaria no lugar do arroz...

Os restaurantes por quilo são excelentes desde que a gente faça a escolha certa! De 7 dias da semana, 5 estamos no quilo... se a gente começar a fazer exceções todo santo dia, fica meio complicado perder (ou manter o) peso, ficar com o colesterol em dia.... Bom senso sempre!!!!!!!

Má, por favor se redima e me tire uma foto de um prato seu digno de estrelinhas!!!!

Arte depois do almoço

Semana passada eu atendi outro amigo meu (Má, bjos!!!!).... falei pra ele: tira uma foto do seu prato e me manda pra eu ver o que vc anda fazendo!!!!
E olha o que ele anda fazendo:

Não podemos negar que esse "ShoyuMan" ficou bacana, né??? Rsssss.... Agora, como boa amiga bacana que sou, vou fazer uma propaganda do trabalho dele: www.meuestudio.com.br - apresentações corporativas, sites da Internet (beeeem que vc poderia dar um tapinha aqui no meu blog, heeeeein?????)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Catchup, Ketchup

O Catchup (também chamado de ketchup ou, menos frequentemente, de catchupe) é um condimento à base de tomate, muito usado para temperar batatas fritas, sanduíches e em algumas regiões do Brasil, em pizzas e até mesmo bifes à milanesa.
Acredita-se que o condimento tem sua origem na cultura chinesa, chamado de "ke-tsiap" que significa molho. Na Malásia, uma outra versão deste mesmo molho tem o nome de "kechap ou kecap manis", que significa gosto. Originalmente o catchup era semelhante ao molho de soja e ao molho inglês.

Mais tarde, durante a passagem dos holandeses pela região asiática no século 17, o molho chegou à Europa e foi levado aos EUA pelos britânicos; cem anos depois, quando chegou aos Estados Unidos, foram adicionados tomates e esse condimento ficou conhecido como molho de tomate com soja, na época um molho escuro e fino.
Os ingleses e americanos utilizavam a palavra catchup para uma infinidade de molhos onde o único ingrediente em comum era o vinagre.
Somente no século XIX o catchup tomou a forma que conhecemos hoje em dia, mais espesso e adocicado. Ou seja, o molho sofreu alterações e passou a ter como seu ingrediente principal o tomate e ele foi batizado definitivamente de "ketchup/catchup".

Ao contrário dos que alguns pensam, pelo menos 70% de qualquer catchup vendido em supermercados é uma base de suco concentrado de tomates concentrados. Os outros 30%, por outro lado, são condimentos que dão sabor ao produto como alho e vinagre, além do sal e açúcar.
Mas atenção!!! O catchup industrializado reza a cartilha dos produtos industrializados, ou seja, ele contém uma quantidade altíssima de aditivos industriais!

Parece que tem poucas calorias né??? Mas quem é que come apenas 01 colher de sopa rasa de catchup??? As 12g da tabela de cima correspondem à essa quantidade de catchup!!!! Normalmente a gente consome beeeeem mais que isso nas batatinhas fritas ou no X-Salada... e o que era 11 calorias, vira 22, 33, 44 calorias... e se eu como catchup 3x na semana, eu como mais de 500 calorias à mais por mês por puro "luxo" em comer sanduíches e carnes com catchup... no ano isso pode resultar num consumo extra de mais de 6300 calorias!!!! Faz diferença em um ano??? Ô se faz!!!!!!


Catchup Caseiro
- 5 kg de tomate maduro(s)
- 200 g de pimentão vermelho sem semente(s)
- 800 g de cebola
- 2 dentes de alho
- 1 colher (chá) de pimenta-do-reino branca em grãos
- 1 colher (chá) de pimenta da jamaica
- 1 colher (chá) de cravo-da-índia
- 2 unidades de canela em pau
- 1/2 colher (chá) de mostarda em pó
- 4 colheres (sopa) de açúcar mascavo
- 6 colheres (sopa) de açúcar
- 1 colher (chá) de sal
- 2 e 1/2 xícaras (chá) de vinagre branco

Corte os tomates e o pimentão. Bata-os no liquidificador ou processador e peneire para retirar as sementes e a casca. Volte ao liquidificador e bata com a cebola. Coloque o tomate, o pimentão e a cebola batida em uma panela e cozinhe em fogo baixo até reduzir em um terço do volume inicial. Em outra panela, misture o vinagre com o alho, a pimenta-do-reino, a pimenta da Jamaica, a canela e o cravo e cozinhe em fogo baixo por meia hora, deixando que os temperos soltem o seu sabor. Coe esse vinagre e acrescente metade da quantidade à panela dos tomates. Acrescente também a mostarda em pó, o açúcar e o sal. Ajuste os temperos ao seu paladar e se necessário acrescente mais vinagre, açúcar ou sal. Deixe esfriar, bata denovo no liquidificador e guarde em um recipiente limpo na geladeira.

Pelo menos com essa receita não temos conservantes, corantes, acidulantes... mas que vai açúcar vai! Por isso, diabéticos de plantão: muita atenção na hora de consumir essa receita!!!! E quem quer ter uma vida mais saudável ou quer emagrecer, comer grandes quantidades de catchup não vai ajudar em nada... ao contrário: atrapalha!!!!
Realmente, a maior preocupação em relação à composição do catchup é o teor elevado de açúcar. A sacarose representa entre 15% e 20% da composição do catchup convencional.

Essas seriam as famigeradas “calorias vazias”, que não agregam qualquer valor nutricional à alimentação, somente energia - o catchup fornece pouquíssimos nutrientes. Isso pode contribuir com a obesidade.
Pesquisadores já estudam substituir a sacarose do catchup por outro elemento de sabor idêntico e propriedades semelhantes ao aspartame, o que o tornaria menos “nocivo”.
A Organização Mundial da Saúde recomenda que a ingestão diária de açúcares não passe de 10% da parcela de alimentos energéticos consumidos todos os dias (parte que seria dividida entre o catchup e outras dezenas de produtos, como doces e até frutas). Isso porque nem comentei aqui sobre as quantidades de sal que o produto possui!!!!

O catchup faz parte da lista de alimentos que os gastroenterologistas e nutricionistas não recomendam para quem está com úlcera, gastrite ou sofre com refluxo/queimação no estômago. Isso é devido à acidez do tomate, base do catchup. Mas não vamos misturar as bolas: usando em pequenas quantidades, essas doenças não se desenvolvem em quem tem o estômago saudável.
Sem exageros no final de semana........ está chegando o final do ano e a "orgia alimentar" se aproxima..... ai ai ai.......

Fontes:

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Mais uma sobre os chicletes!!!!

O hábito de mascar chicletes é saudável?
Como sou uma pessoa que possui esse defeito (ser viciada em chicletes), toda e qualquer informação que eu acho sobre esse hábito (ou será vício???) eu acabo postando por aqui.....
Estava acessando um site especializado em Nutrição para nutricionistas e profissionais da saúde e me deparei com mais uma matéria interessantíssima sobre esse tema que eu tanto masco no meu dia-a-dia....
Deixo alguns breves comentários em negrito:
Repetindo a pergunta..... O hábito de mascar chicletes é saudável?

"Para alguns casos, sim. Novas pesquisas indicam que mascar chicletes pode ser uma ferramenta útil para o controle do peso corpóreo. O hábito também aumenta o estado de vigília e a concentração, diminui o estresse e ajuda na saúde bucal (ueeeeba!!! Pra mim esse lance de ajudar no controle do peso é verdade! Quando estou com uma fominha e ainda não é hora de comer, eu consigo me "tapear" mascando um bom chicletinho, não vou negar!!!!!)

O chiclete é de fácil acesso e a maioria deles é pobre em calorias (5 a 10 calorias por unidade, ou isento delas nas versões sem açúcar). Entretanto, os estudos nesta área não entraram em consenso e diversas conclusões são exploradas: mascar chicletes antes de uma refeição ajuda a diminuir a fome e pode significar a redução no consumo de até 40 calorias (se eu multiplicar pelos 365 dias do ano, estarei economizando cerca de 14600 Kcal somente no almoço! Em um ano isso faz diferença sim!!!); mascar chicletes adoçados com aspartame antes das refeições pode aumentar a fome; não há diferença na fome de quem mascou ou não chiclete (poxa, temos então que ler os rótulos dos chicletes e ver qual o educorante - adoçante que ele têm??? Vou ver se me testo e masco um com aspartame pra ver o que acontece!).

Outros autores sugerem que indivíduos que têm desejo excessivo por doces calóricos e pouco nutritivos, masquem chicletes ao invés de comer estes tipos de alimentos como estratégia para driblar o apetite e evitar o ganho de peso (concordo e assino embaixo!).

Em adição ao refrescamento do hálito, a goma de mascar aumenta a saliva, que é um potente mecanismo de defesa do organismo, servindo de tratamento para pacientes com xerostomia (falta de salivação ou pouca produção de saliva - "boca seca").

Quando isento de açúcar, o chiclete ajuda na redução de placas, na prevenção de cáries e remineraliza o esmalte do dente, fortalecendo-o, reduzindo e prevenindo manchas dos dentes.
Em indivíduos cujo estresse provoca compulsão por alimentos, mascar chicletes pode ajudar no alívio destes sintomas (olha quanta coisa boa o chicletinho pode proporcionar!!!).

É importante ressaltar que a mastigação de chicletes induz à produção de ácido gástrico pelo estômago, o que pode provocar gastrite em certos indivíduos. Esse hábito também pode aumentar a produção de gases intestinais
(com certeza temos que tomar cuidado em relação ao tempo de mastigação de chicletes... perder a noção e ficar 3 horas com um chiclete na boca pode fazer com que nossa fome aumente e haja um excesso na produção de suco gástrico, podendo MESMO a levar à dores de estômago... fora que, dependendo do chiclete, temos dores de cabeça e dores na mandíbula por mascar chicletes duros por tempo prolongado... por isso que atenção quanto ao tempo de mastigação do chiclete é fundamental. Experiência própria....)".
Bibliografia:
American Dietetic Association. The benefits of chewing gum. Disponível em: http://www.eatright.org/ada/files/FINAL_Wrigley_FINAL.pdf. Acessado em: 10/11/2009.
Souza BMM, Cândido CS, Coelho CG, Stadler RC. Análise crítica de mitos alimentares da cultura popular brasileira. Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR. 2008;2(15). Disponível em: http://www.pg.utfpr.edu.br/setal/docs/artigos/2008/a1/001.pdf. Acessado em: 10/11/2009.
Jham CB. Ensaio clínico randomizado fase III da eficácia do betanecol na prevenção de xerostomia em pacientes com neoplasias malignas das vias aerodigestivas superiores submetidos à radioterapia. Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado em Odontologia da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais. 2006. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br. Acessado em: 10/11/2009.
Tordoff MG, Alleva AM. Oral stimulation with aspartame increases hunger. Physiol Behav. 1990;47(3):555-9. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2359769. Acessado em: 16/11/2009.Julis RA, Mattes RD. Influence of sweetened chewing gum on appetite, meal patterning and energy intake. Appetite. 2007;48(2):167-75.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Monitorização da Glicemia e prêmio no Congresso Brasileiro de Diabetes

Boa noite!!
É com muito orgulho que eu escrevo este texto!!!!
Semana passada o Dr. Augusto Pimazoni recebeu o Primeiro Lugar do Prêmio Procópio do Valle, destinado ao melhor trabalho sobre Monitorização e Controle do Diabetes apresentado no XVII Congresso Brasileiro de Diabetes. Como faço parte desta equipe como monitora do estudo clínico, é muito bacana ver que o trabalho de tantos profissionais envolvidos nesse ano todo de 2009 teve uma excelente repercussão devido aos seus excelentes resultados!!!!
Isso é fruto de um trabalho semanal de 6 nutricionistas, 3 psicólogas, 3 educadores físicos, 2 médicos e de um monte de enfermeiras....
Parabéns para todos nós!!! Estamos trabalhando para o sucesso e a saúde dos diabéticos!!!!

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Risoto Light

Gente........
Essa receita é de arrasar! Eu sei que ando meio relapsa com meu lado culinarista ultimamente... mas sabe como é, correria do dia-a-dia, casamentos de amigos para ir, vontade de andar no parque num dia quente e nublado.... aaaahhh... mas essa receita só tem coisas boas!
Vamos aos ingredientes?
- 1 xícara de chá de arroz integral cru;
- 1 cenoura crua inteira média;
- 1 abobrinha inteira crua média;
- 6 ramos de brócolis cru;
- ½ cebola crua pequena;
- 2 dentes de alho pequenos;
- 2 colheres de sopa de requeijão light;
- 1 colher de sopa de parmesão ralado light;
- 2 colheres de chá de sal (para cozinhar os legumes);
- 4 copos de água.
Modo de Preparo
Cozinhe em água e sal a abobrinha e o brócolis picados e a cenoura cortada em cubos. Bata a água de cozimento dos vegetais com o requeijão light. Em uma panela, refogue o alho, a cebola e o arroz. Acrescente o sal a gosto, acresente a água dos vegetais batida com requeijão e deixe cozinhando em fogo baixo até o arroz ficar al dente. Acrescente os vegetais cozidos, mexa delicadamente com auxílio de um garfo. Coloque em um refratário e salpique o parmesão ralado. Sirva a seguir.
Facinho de fazer e delicioso!!!! Acho que minha programação culinária para esse final de semana prolongado aqui em São Paulo está começando a "pegar corpo", rsrsrssss....

terça-feira, 17 de novembro de 2009

MULTIMISTURA

Boa noite!!!
Essa semana eu estou inspirada! Tenho tantas coisas para postar, mas sempre tem alguma coisinha que me dá uma "coceirinha" e eu acabo postando primeiro!!!
Bom, acabei de receber um e-mail da Asbran (Associação Brasileira de Nutrição) comentando sobre o último posicionamento da multimistura.
Pra quem não sabe, a multimistura, segundo o site www.multimistura.org.br é uma farinha farinha composta de:
- 70% de farelo (arroz e ou trigo) tostado;
- 15% de pó de folhas (mandioca, batata-doce, etc.);
- 15% de pó de sementes (gergelim, abóbora, linhaça, girassol).
Se tiver pó de cascas de ovo, a mistura fica assim:
- 70% de farelo tostado;
- 10% de pó de folhas verde-escuras;
- 10% de pó de sementes;
- 10% de pó de casca de ovo.
Usar uma colher de sopa por pessoa, por dia, dividida nas três refeições. Serve para todas as idades. É um alimento, não um medicamento. É a multimistura básica. Contém um concentrado de minerais e vitaminas. Funciona como o sal: um pouco todos os dias. É importante que estejam discriminados os ingredientes e que contenha:
- 70% de farelos;
- 15% de pó de sementes;
- 15% de pó de folhas verde-escuras, sendo a principal a da mandioca.

A coisa "pega" a partir do momento que o Ministério Público Federal (MPF) solicitou ao Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) a revisão de seu parecer sobre o uso da multimistura. O CFN revisou e ratificou sua posição com base nos recentes estudos científicos e na legislação estabelecida ANVISA e concluiu que não existem evidências científicas de que este produto previne, trate ou cure doenças e que é vedada a indicação do produto para suprir deficiências nutricionais.
Multimistura: A Posição do CFN
No início da década de 90, houve a mobilização da comunidade científica na tentativa de avaliar a eficácia do produto. Alguns pontos podem ser destacados:
1 - A quantidade de "multimistura" utilizada na alimentação, pouco contribui para a melhoria da qualidade nutricional da dieta.
2 - Em relação ao pó da casca do ovo destaca-se que, embora seja um produto rico em cálcio, não há pesquisas conclusivas quanto a biodisponibilidade deste elemento.
3 - Foi observado processo de rancificação em amostras do produto, em decorrência do seu conteúdo lipídico e da carga microbiana indesejável (contaminação por bactérias) que se apresenta muitasvezes em níveis inaceitáveis para o consumo humano;
4 - Várias pesquisas experimentais com animais e crianças de baixo peso constataram que a utilização do produto não foi capaz de promover a recuperação do peso dos usuários.

Ou seja: não podemos apenas olhar para um lado da situação! Apesar dos esforços da Pastoral da Criança em divulgar e utilizar a multimistura, estudos científicos controlados não comprovaram a eficácia do produto. Sempre que temos um grande alarde de alguma coisa em nossa sociedade, estudar, procurar avaliar com calma todos os aspectos envolvidos é extremamente importante!
Não existe ainda produto milagroso com custo baixíssimo e de fácil conservação que simplesmente cure a desnutrição... ou será que ainda não inventaram?????

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Comprometimento e perda de peso

Oi pessoal, boa noite!!!
Agora a vida entrou nos eixos novamente! Acabou o Congresso, as novidades... agora é voltar à rotina e tentar encaixar algumas das coisas novas que foram mostradas dentro da nossa realidade!!!
Mas o mais show de bola desta semana foi o sábado! Calma, não é porque foi o final do Congresso, mas é porque eu reencontrei depois de 3 semanas meu amigo-paciente Novickis e o garoto está enxuto!!!!
Novickis, bjos pra vc! Vc arrasou!!!!!!!! Agora sim, um louro alto, de porte praticamente atlético está de volta aos arredores do Itaim, hahahaha!!!!
Ele está super animado com os resultados da perda de peso e disse que, mesmo não conseguindo fazer 100% de todas as recomendações, ele está notando a diferença no bem estar e é claro, no peso!
E o melhor: no meio de um encontro totalmente informal ELE ESTAVA FAZENDO o que a gente tinha conversado em consulta! Eu "me senti", hahahaha!!!!
Lógico que ele não estava se fazendo de paciente-sofredor-pupilo-de-nutricionista-nazista, mas ele estava, na medida do possível, encaixando opções mais saudáveis no meio da descontração do final de semana! Sem extremismos, mas sem faltar com o comprometimento! Muito bom!!!!
E o que é melhor: ele acabou virando "inspiração" para um oooutro amigo nosso... fantástico né???
E as mensagens de tudo isso?
- AS COISAS BOAS DA VIDA PODEM E DEVEM SER VIVIDAS, MAS TEMOS SEMPRE QUE PENSAR NO NOSSO OBJETIVO FINAL; PODEMOS VIVÊ-LAS COM 75% DA INTENSIDADE, MAS SEM ESTRAGAR O NOSSO 100% DE ESFORÇO QUE LEVAMOS ATÉ AGORA PARA CONSEGUIR NOSSAS METAS;
- NUNCA DEVEMOS ESQUECER QUE A FELICIDADE NÃO ESTÁ APENAS NO FINAL DA JORNADA, MAS EM CADA CURVA DO CAMINHO QUE PERCORREMOS PARA ALCANÇÁ-LA !
Boa semana para todos e em especial para vc, meu amigo Novickis que fez minha semana ficar mais bacana!!!!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

14 de Novembro - Dia Mundial do Diabetes

Bom dia gente!
Estou na correria (indo pro Congresso de Cirurgia Bariátrica) mas pelo menos não dei uma de relapsa e lembrei com carinho do Dia Mundial do Diabetes que será comemorado amanhã, sábado dia 14!
Acredito que eu consiga postar alguma coisa interessante entre hj e amanhã, mas por enquanto fiquem com as informações do Centro de Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, disponível no site:
Abraços!!!!!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Sorvetes.... existe alguma boa opção pra esse verão???

Boa noite!
Essa semana eu vou dar uma "sumidinha" do blog, pois estarei no Congresso Brasileiro de Cirurgia Bariátrica!
Lógico que as novidades mais interessantes acabam caindo por aqui! Como o congresso começa amanhã (dia 10 de novembro) e só termina sábado, acho que não terei tempo de postar mais de uma vez essa semana!
Mas vamos ver no que vai dar, né??

Bom.... falando do nosso tema de hoje....

Uma paciente minha postou uma perguntinha aqui no blog sobre uma linha de sorvetes com baixas calorias... (abraços Roberta!)
Bom, é possível incluir num cardápio "saudável" um sorvetinho de vez em quando nesse calorzão????
Hmmmmm.... dependendo do sorvetinho, dá sim!!!

Vamos às boas e interessantes comparações????

Aqui nestes 2 exemplos de sorvete de fruta (no caso abacaxi), o valor calórico por porção é baixo e a quantidade de gorduras totais e saturadas é mínima ou nem existe! No caso do sorvete mais caseiro, ainda contamos com a boa e velha fibra, que ajuda a funcionar o intestino (dentre outras funções, é claro!).

A quantidade de sódio é baixíssima ou inexistente.... mas temos que lembrar que o valor calórico desse sorvete é advindo dos carboidratos, principal fonte de energia para nosso corpo! Ou seja: ele não vai dar nada além de energia (algumas vitaminas talvez, mas isso não está discriminado no rótulo dos sorvetes). Por isso não adianta se empolgar demais e achar que está fazendo AQUELE negócião trocando a fruta da sobremesa por um picolé todo dia pois o picolé tem poucas calorias!!! Não podemos esquecer que a fruta é fonte de vitaminas principalmente e fibras! Às vezes, no calor, no desespero de comer algo doce, naquela vontade de gelar a garganta, um sorvetinho à base de frutas pode ser beeeeem interessante!

Tem outras opções que não são à base de frutas, mas o valor calórico é baixo... mas quem são essas opções???

Vamos ver o exemplo abaixo???

Notem que o primeiro exemplo é o que "carinhosamente" chamamos de BOMBA CALÓRICA!

Um sorvetinho tem mais de 230 calorias e 10 gramas de gorduras saturadas????? Afeeeee!!! Percebam que isso representa mais de 50% do recomendado para a ingestão de gordura saturada, aquela que entope as veias e dá infarto e derrame!!!! O valor calórico então vem principalmente dos carboidratos e da gordura, especialmente a saturada! A quantidade de proteínas nesse sorvete é muito pouca se a gente for comparar com o total de gorduras por porção (15 gramas, afeeeeeeeeee!!!!!). Esse sim é um sorvete complicado da gente adicionar num cardápio para perda de peso....

Mas se a gente tiver o coração aberto e olhar a versão "Zero" logo abaixo, vemos que o sorvete zero em questão não tem açúcar adicionado nem gorduras, tornando o produto beeeeeem menos calórico e menos nocivo à saúde! Fora que o bonitinho é cheio de fibras (mais de 3,5 gramas por porção, que maravilha!!!).

Mas mais uma vez: sorvete é fonte energética! Não adianta olhar apenas para os valores de calorias e gorduras, fibras e proteínas.... não podemos nos esquecer das vitaminas e minerais!!!!

Mantendo uma dieta saudável e incluindo às vezes com moderação opções mais interessantes de sorvetes como os mostrados aqui, fica mais fácil fazer uma dieta sem tantas restrições e sofrimentos!!!!

Boa semana!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Castanha do Pará

Bom dia! O sol voltou!!!!! Calorzão que está fazendo aqui em SP, nossa!!!

Hoje pela manhã cedo eu atendi um casal de pacientes e começamos a falar sobre o consumo de frutas secas... a esposa disse: "Até encaro uma castanha do Pará por dia! Mas só uma!". Respondi: "Pra mim está mais que bom!". E porque???

Por conta de tudo que está escrito aí abaixo!!! Confira os benefícios da nossa castanha!!!


A castanha-do-pará (recentemente rebatizada de Castanha-do-Brasil) é uma fruta típica do norte do Brasil e um dos principais produtos de exportação da Amazônia. Pode ser consumida in natura, torrada, na forma de farinhas, doces e sorvetes. A castanha tem uma casca fina, marrom e brilhante; sua polpa é branca e farinhenta.
Uma castanha-do-pará por dia garante a quantidade mínima de selênio necessária ao nosso organismo, recarregando este mineral que combate o envelhecimento celular.
O selênio é fundamental para acionar as enzimas que combatem os radicais livres. Além de manter mais ativo nosso sistema imunológico, também acaba por proteger as células do sistema nervoso das doenças neurodegenerativas como Parkinson e Alzheimer.

Para se ter uma idéia, a mesma quantidade de selênio encontrada em uma unidade de castanha-do-pará (aproximadamente 5 gramas) é encontrada em 3 filés de frango ou 16 pães franceses, 2 latas de sardinha em conserva, 26 camarões, 10 ostras ou 100 copos de leite!!!!!

Um estudo de uma universidade na Nova Zelândia atestou que a ingestão duas castanhas-do-pará ao dia eleva em 65% o teor de selênio no sangue. Mas provavelmente os neozelandeses não usaram o legítimo produto brasileiro. As castanhas do Norte e do Nordeste do país são tão ricas em selênio que bastaria uma unidade para tirar o mesmo proveito.

A recomendação é de que um adulto consuma, no mínimo, 55 microgramas por dia de selênio e com uma unidade da castanha brasileira já é possível encontrar bem mais do que isso de 200 a 400 microgramas do nutriente.
Vale lembrar: limite de consumo diário do mineral é de 400 microgramas, portanto, não vá comer 10 castanhas todo santo dia achando que está combatendo os radicais livres com mais efetividade! Tudo em excesso faz mal!!! No caso das crianças, meia castanha ao dia é o suficiente! Ou seja: excesso de selênio pode trazer toxicidade ao organismo; daí aparecem a queda de cabelo, unhas enfraquecidas e dores de cabeça! Fora que a bichinha é bem calórica (cada unidade são 20 calorias. 05 unidades = 100 calorias!) Seu consumo em excesso pode prejudicar o processo de emagrecimento!!!!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

25 anos da Cirurgia Bariátrica no Brasil

Boa noite!
Pois é, ainda não fez uma década comigo trabalhando com os pacientes em pré e pós operatório e já estamos completando 25 anos de história!
A matéria abaixo eu deixo levemente comentada em negrito, como sempre!!!!
A obesidade é a segunda causa de morte passível de prevenção (é o que eu sempre digo: melhor prevenir do que remediar! Se a gente aqui no Brasil tivesse estrutura para já tratar o sobrepeso, a obesidade "leve", poderíamos ter menos mortes por infarto e diabetes, por exemplo!).
Para combatê-la, um dos métodos utilizados é a cirurgia bariátrica, conhecida pelo público leigo como redução de estômago, que visa a reduzir o peso, melhorar as comorbidades a ela relacionadas, como diabetes, hipertensão arterial e apneia do sono e, consequentemente, trazer mais qualidade à vida do indivíduo.
Os procedimentos são vários, todos distintos e estão popularizando-se a cada dia. Prova disso é o aumento na quantidade de procedimentos realizados em todo o mundo. Para se ter uma ideia, enquanto em 1998, nos Estados Unidos, foram realizadas 13.365 cirurgias deste tipo, o número subiu para 200 mil em 2007. Mas isso não significa que todo paciente com sobrepeso pode submeter-se à operação. Existem determinações legais que indicam sua realização apenas em pacientes com IMC acima de 35, com obesidade grau 2 (pra quem não sabe, o IMC é o Índice de Massa Corporal, calculado a partir do peso em quilos dividido pelo quadrado da altura em metros. Exemplo: se um paciente tem 123kg e 1,64m a conta fica: 123/1,64 X 1,64 = 45,73). Abaixo disto, podem ser realizadas em condições especiais, mas a princípio, devem ser tentadas outras formas de tratamento (atividade física, alimentação saudável, tratamento clínico multidisciplinar! É sempre importante tentar perder peso pela maneira "convencional", pois é necessário ter força de vontade tanto dentro do tratamento convencional como com a cirurgia. Não é porque vai se fazer uma cirurgia que a dedicação, perseverança, prudência ficam para trás! Persistir sempre!).
Conheça as técnicas
As técnicas mais utilizadas atualmente são as cirurgias restritivas, que impedem o indivíduo de comer muito devido ao uso de um anel que restringe o estômago; as mal-absortivas, que não processa o alimento adequadamente, havendo perda de calorias e nutrientes nas fezes; e as mistas, que aliam os dois mecanismos (estas últimas consideradas padrão ouro da cirurgia bariátrica).
Pré e pós-operatório
Antes da cirurgia, cada paciente é avaliado de forma individualizada. Para os jovens, com obesidade mórbida simples e sem comorbidades, o preparo cirúrgico é relativamente simples. As complexidades existem à medida que o peso aumenta muito, assim como a idade, além das restrições respiratórias e as doenças associadas. Em geral, utilizar os protocolos de maneira generalizada acarreta em aumento de custos, uma vez que cada paciente deve receber aquilo que necessita (tem pacientes que precisam perder peso antes da cirurgia ou que precisam controlar melhor o diabetes ou a pressão arterial antes de operar. Ainda existem os casos em que é necessário corrigir anemia, deficiência de vitaminas mesmo antes de operar. Realmente cada caso é um caso e é muito importante avaliar cada pessoa com cuidado antes de indicar a cirurgia, que é considerada de grande porte).
Após a cirurgia, todo o paciente necessita de acompanhamento, o que varia é a frequência. Aqueles com modelos mais mal-absortivos precisam de observação contínua com suplementação de vitaminas e minerais mais intensa, enquanto os que não apresentam forte restrição nem má absorção normalmente têm perfis nutricionais mais saudáveis e estáveis; o que varia é com quem esse paciente deve ser acompanhado mais de perto. O componente alimentar nas cirurgias restritivas é muitas vezes o tendão de Aquiles na perda de peso. Por isso esses pacientes devem ser acompanhados mais de perto por nutricionistas. Outros pacientes possuem questões psicológicas que precisam ser resolvidas ou ao menos minimizadas ao longo do processo de perda de peso para se obter sucesso a longo prazo. O que é importante lembrar é que qualquer que seja a técnica cirúrgica, é imprescindível passar com o nutricionista pelo menos uma vez antes de operar e acompanhar no primeiro ano pós operatório com maior frequência.
Como nutrir?
Para a nutricionista que atende o paciente no pós-operatório é fundamental saber as diferenças entre os diversos procedimentos, tratando-os de forma individualizada (inquestionável! Isso é básico!!!). As complicações tardias mais frequentes, diretamente causada pelas cirurgias bariátricas, são de vertentes nutricionais (por isso que o acompanhamento no primeiro ano com nutricionista é tão importante!!!). Osteoporose, deficiência de elementos do complexo B, deficiência sub-clínica de zinco. A deficiência de vitamina D e vitamina A são descobertas bem recentes... não nos abandonem! Tenham qualidade de vida após a cirurgia!!!
Fontes:
Consenso bariátrico, Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica: http://www.sbcb.org.br/pacientes_consenso_bariatrico.php.
Cirurgia Bariátrica no Âmbito do Sistema Único de Saúde: Tendências, Custos e Complicações: http://bdtd.bce.unb.br/tedesimplificado/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=2917.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Paçoca, Paçoca Diet e Amendoim

Bom dia pessoal!!! Tudo bem???
Que sol bonito aqui em SP, né??? Bom, semana passada, uma paciente minha me mandou um e-mail suuuuper animada para consumir paçoquinha diet.... bom, ela é viciada nessas coisinhas de amendoim e quando ela comprou a paçoca diet, acho que estava fazendo AQUELE negócio da China... afinal, pelo fato de não ter açúcar adicionado tem menos calorias, certo??? Nem sempre!!!!

Uma vez postei aqui no blog um comparativo sobre o chocolate normal e o chocolate diet, mostrando que o chocolate diet tem até mais calorias que o chocolate convencional, por conta de uma quantidade maior de gordura adicionada....
Se formos comparar uma paçoca normal com uma paçoca diet, acontece a MESMA coisa!!!

Vejam a tabela comparativa abaixo:

Ambos os produtos são da mesma empresa, para que não haja nenhuma dúvida quanto ao peso e à diferenças gritantes de ingredientes na composição!

Bom, o que acontece: o amendoim é uma oleaginosa, ou seja, é um grão rico em gordura (óleo).... para cada 10 gramas de amendoim, temos mais de 50 Kcal e 4,5 gramas de gordura... ou seja: pra comer amendoim, temos que ter cautela!!!
Mas pera lá!!! Não vamos só detonar o pobre do amendoim... ele também tem muitos benefícios: entre todas as castanhas disponíveis, é a que fornece mais proteína. Em média, há 30% de proteínas nas sementes. Seu principal componente para a saúde humana é a gordura insaturada, que atua diminuindo os níveis de LDL, que é o colesterol ruim. O amendoim também é rico em vitamina E, que combate as rugas e deixa os cabelos brilhantes. Devido ao baixo índice glicêmico, ajuda a ter um bom controle do diabetes.

Ou seja, lógico que o amendoim pode ser consumido, mas é necessário ter atenção, pois é um alimento isento de fibras, o que pode comprometer a saciedade e com isso, haver um alto consumo do mesmo. O grande X da questão é ter controle e conseguir comer uma quantidade que não detone sua dieta.... quanto??? Aí depende de pessoa pra pessoa...

E em relação aos carboidratos? Para cada 10 gramas de amendoim, temos 2 gramas de carboidratos. Recordando: os carboidratos são responsáveis por nos fornecer energia e por aumentarem o açúcar do sangue.
Ou seja: a diferença entre o valor de carboidratos de uma paçoca normal e uma paçoca diet fica no acréscimo de açúcar na sua composição. Se você for um paciente diabético, cuidado com o consumo exagerado de paçoca diet! Pela tabela comparativa, a quantidade total de carboidratos entre uma paçoca normal e uma diet é praticamente a mesma; o que vai mudar é em quanto tempo esse açúcar do sangue vai demorar pra subir. Na paçoca normal, vai subir mais rápido porque tem açúcar refinado, que é de rápida absorção. No caso da paçoca diet, ela não tem açúcar, mas a quantidade de carboidratos é a mesma que a paçoca normal... ou seja: o açúcar do sangue vai subir, mas pode demorar um pouquinho mais! Trocando em miúdos: mesmo a paçoca sendo diet, não dá pra comer várias pensando que ela não vai ter influência em sua glicemia, pois o amendoim tem carboidratos em sua composição!!!

E em relação ao valor calórico? Por questões de processamento industrial, o fabricante acaba colocando mais gordura para que a paçoca diet tenha uma textura semelhante à paçoca normal... só que a gordura é mais calórica do que o açúcar, deixando a paçoca diet mais calórica que a sua versão convencional!!!

Quer perder peso? Cuidado com qualquer paçoca!!! Quer ter um bom controle do Diabetes???? Não adianta se entupir de paçoca diet porque o açúcar do sangue pode subir demais!!! Fácil??? Nem sempre, mas com as informações na mão, fica mais fácil de entender o porquê das coisas em nosso organismo....

Boa semana!!!!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Conscientização na hora de seguir uma dieta

Bom dia pessoal! Tudo bem????
Hoje pela manhã estava atendendo um graaaande amigo meu (bjos Novickis!!) e iniciamos a consulta batendo um papo sobre os hábitos alimentares.... quando chegou na parte dos doces ele foi bem enfático: "essa semana eu não comi NADA de doce; posso comer alguma coisa até o final da semana?".
O mais engraçado é que saímos para comer ontem à noite e o moçoilo comeu uma bela taça de morangos.... com suspiros e chantilly!!!! Quando eu falei pra ele sobre o pequenino jantar de ontem, ele arregalou os olhos e disse: "caramba! Tinha esquecido! Mas vc não deixa passar nada, hein?" rsrsrsrsrs.......
Mensagem da pequena fábula: quando estamos fazendo dieta ou quando estamos analisando nossa alimentação, precisamos pensar no assunto com muito carinho e seriedade! De nada adianta querer seguir um plano alimentar se a gente simplesmente esquece ou ignora os excessos e as exceções que foram feitas no meio do processo de emagrecimento. Querem um exemplo? "Ah, não sei porque eu não estou emagrecendo! Eu estou seguindo a dieta DIREITINHO!"
Direitinho mesmo???
Se ontem você trocou o peito de peru por salame ("mas foi só ontem"!), hoje vc tomou leite integral com açúcar ("só hoje eu fiz isso!"), anteontem foram 6 latinhas de cerveja num happy hour com os amigos ("ah, não dá pra não beber com os amigos!") e no final de semana anterior teve rodízio de massas no almoço de sábado ("minha namorada adoooora massas....")... Conclusão: sua dieta é feita de exceções!!!!
Será que os resultados serão do jeito que se espera???? Imaginamos que não, né!
Mas atenção: não quero passar a imagem de uma nutricionista nazista!!!!!!!!!!
O que eu estou querendo dizer é: pra ter resultado, precisamos de boa vontade, esforço, planejamento e disposição!!!!
A gente não emagrece olhando pra cima, rezando da Nossa Senhora da Bicicletinha (para nos dar equilíbrio)!!!!!!!!!!! Resultados fantásticos existem SIM quando estamos comprometidos! E isso inclui lembrar que exceções foram feitas na semana!!! Cuidar de si próprio, prestando atenção em si mesmo!!!!
Quem se ama, se cuida SEMPRE!!!!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Faculdade e ganho de peso

Jovens tendem a engordar 7 quilos, em média, após ingresso na universidade
Bebidas alcoólicas e fast food são os vilões da vida universitária, aponta estudo
Oi gente, bom dia!
Que correria!! Nossa, pensei que eu não ia conseguir postar nada essa semana!!!
Essa matéria foi publicada hoje no site do Yahoo! e vem totalmente de encontro com o dia a dia dos brasileiros também...
Quantas pessoas que eu conheço que, inclusive fazendo faculdade de Nutrição acabam ganhando peso na graduação??? Nossa....
Segue a matéria:

"Na época da faculdade é comum ter que comer na correria entre uma aula e outra, churrasco com a turma no final de semana, encontro em barzinhos e o efeito disso tudo: quilos a mais na balança ao final do mês. Quer dizer que fazer universidade engorda? Pelo menos é o que indica os estudos sobre a obesidade entre pessoas de nível universitário realizados pela Fundação Robert Wood Johnson, nos Estados Unidos. A pesquisa mostra que universitários engordam até 7 quilos durante a vida acadêmica. Álcool, alimentação gordurosa e hábitos nada saudáveis são as principais causas do ganho de peso.

Foram observados universitários de todos os semestres da graduação. Após o final dos estudos, os pesquisadores constataram que o aumento de peso é maior no primeiro ano. Segundo eles, a euforia pela conquista, a adaptação à nova rotina e a ansiedade em relação aos próximos anos na universidade levam os jovens a desenvolverem hábitos como a substituição de refeições por enlatados e fast food, ingestão de bebidas alcoólicas em excesso, poucas horas de sono em função de festas e estudos na madrugada, além de sedentarismo.

Cerca de 17% dos estudantes do primeiro ano concluíram o período pesquisado com um aumento do peso de três quilos e meio. Já os do segundo ano tiveram um aumento de um quilo e meio. Os estudantes do último ano apresentavam, em média, 7 quilos a mais do que quando ingressaram na universidade.

Existem também diferenças substanciais entre os sexos nas tendências para engordar. Os homens tendem a engordar mais do que as mulheres, porém, de maneira mais gradual, enquanto as estudantes adquirem mais peso nas primeiras semanas do semestre para em seguida manterem um equilíbrio. Os homens continuam a engordar progressivamente e tendem a permanecerem gordos após o final da graduação".
O que fazer então??? Deixar de frequentar as festas, baladas e os churrascos universitários??? Não, calma, não vamos exagerar!!! Mas cá entre nós, pros estudantes, sempre há um tempinho para fazer uma atividade física regular programada, dar uma dormida à tarde quando não se trabalha e começar a pensar melhor sobre a alimentação!!!
Realmente os enlatados e fast foods são muito rápidos e práticos, porém cheeeios de gordura saturada, gordura trans, sal e outros conservantes.... O que vale mesmo é pensar na saúde, bem estar e é lógico, no PLANEJAMENTO... eu sempre falo isso pros meus pacientes!
Muitas vezes somos imediatistas quando somos estudantes e não pensamos a médio e longo prazo quando a questão é ganho de peso e saúde... é na época da faculdade que as pessoas aprender a beber as coisas mais bizarras que existem e comem as coisas mais porcarentas que existem!!!!! Será que é tão complicado colocar a mão na consciência e pensar um pouco no que está se fazendo para o próprio corpo e para sua saúde???
Sem planejamento não temos um processo adequado de reeducação alimentar e alimentação saudável!!!
Sair é bom e eu gosto... mas comer bem, com saúde, para ter energia, pique, beleza e disposição é ainda melhor!!!!!!!!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Receita: "Frango Completo" - Excelente opção para os pacientes pós cirurgia bariátrica!

Bom dia pessoal!
Que chuva... acho que nunca mais vai fazer uma semana completa de dias ensolarados e quentes em São Paulo!!! Poxa....

Bom, esse final de semana eu arrasei (modéstia parte) na hora da preparação de um frango com molho de tomate e vários complementos muuuito interessantes!!!! A receita "surgiu" na minha cabeça e eu concluí que não tinha como não ficar gostoso e saudável... o que "pegou" foi cozinhar em pouco tempo... lógico que o mais interessante seria comprar os legumes, cozinhá-los e picá-los, mas estava no meio do feriadão, por isso que eu acabei "roubando na receita" e usando enlatados... mas aferventei, viu????

Vamos à receita???
- 600 g de peito de frango cortado em cubinhos pequenos;
- 01 lata de feijão branco Bonduelle (aferventada para tirar o excesso de sal);
- 01 lata de seleta de legumes (também aferventada);
- 01 caneca de PTS (proteína de soja texturizada);
- 02 colheres de sopa de extrato de tomate;
- 01 cebola picada;
- 01 dente de alho picado;
- 02 tomates picados grosseiramente;
- Sal à gosto;
- Shoyu à gosto (para hidratar a PTS).

Antes de mais nada é necessário hidratar a PTS (01 copo de proteína para cada 4 copos de água quente; deixar 30 minutos descansando). Minha dica é colocar um pouquinho de shoyu nessa água para dar uma corzinha e um gostinho na proteína de soja. Enquanto hidrata, pique a cebola e o alho e refogue em uma caçarola.
Acrescente o peito de frango em cubinhos e deixe cozinhar em fogo médio. Acrescente o tomate picado e deixe cozinhando....
Após a hidratação da proteína de soja, escorra a mesma em uma peneira e aperte com uma colher para retirar o excesso de água. Coloque a PTS na panela do frango, mexendo bem para agregar os sabores.
Depois que o frango estiver bem cozido, acrescente a seleta de legumes, o feijão branco e as 2 colheres de sopa do extrato de tomate para dar aquela corzinha que faz falta!!!!
Não deixe secar demais a água, pois o frango pode ficar ruim para mastigar depois! A idéia é ficar um molhinho de tomate junto!!!!
Corrija o sal e sirva com um pouco de arroz integral!

Um prato bem completo, cheio de proteínas magras e legumes! Tudo fica pronto em menos de uma hora!
Fiz essa receita na segunda feira do feriado e rendeu 2/3 de caçarola.... pelo fato de ser um prato com alta concentração de proteínas, acaba-se por ficar bem satisfeito com pouca quantidade!

Para os pacientes de cirurgia bariátrica que já estão craques na mastigação, é uma opção interessantíssima!!!!

Como eu fiz o frango, o patê de berinjela fica pra esse final de semana!!!!!!!!!

Tenho um aniversário de uma grande amiga no sábado (e ela vai fazer numa pizzaria, pode?). Na volta, falo um pouco mais das melhores opções dentro de uma pizzaria para quem está fazendo dieta ou que quer ter uma alimentação mais saudável.... ai ai.....

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Dia Mundial da Alimentação - 16 de Outubro

Bom dia pessoal!
Nada como começar a semana com uma boa reflexão.... nesta semana comemoramos o Dia Mundial da Alimentação!
Para muitos países como o Brasil, é tempo de avaliar e buscar meios para a erradicação da fome e pensar cada vez mais no combate à obesidade.
FOME: Para se ter uma idéia, o número de famintos teve um incremento recente de 105 milhões, passando a alcançar 1 bilhão de pessoas em todo o mundo, segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Para combater a fome, a FAO prevê a necessidade de aumentar a produção alimentícia em 70%, a fim de alimentar os cerca de 2,3 bilhões de pessoas a mais que teremos no mundo até 2050.
No Brasil, em 1974-1975, o problema da falta de peso atingia 7,2% da população masculina e 10,2% da população feminina. Em 1989, as taxas recuaram para 3,8% e 5,8%, respectivamente. O último estudo, o índices caíram para 2,8% entre os homens e para 5,2% entre as mulheres, o que resultou em 3,8 milhões de adultos desnutridos.
Aqui na terrinha verde e amarela diversos eventos serão realizados para comemorar a Semana Mundial da Alimentação, de 11 a 17 de outubro, abordando o tema “Alcançar a Segurança Alimentar em Época de Crise”. Aprovada por unanimidade no Senado, a Proposta de Emenda Constitucional 047/2003, de autoria do senador Antônio Carlos Valadares, foi aprovada em dois turnos no Senado e por unanimidade em Comissão Especial. Ela inclui a alimentação entre os direitos sociais de todos os brasileiros. A matéria segue agora para votação em plenário, em dia a ser definida pela Mesa Diretora da Casa. Pelo regimento, ela precisa ser votada em dois turnos e necessita de 308 votos em cada turno, dentre os 513 deputados federais.
OBESIDADE: como conseqüência de novos e piores hábitos alimentares, os brasileiros engordaram ao longo das últimas três décadas, indicou a segunda parte da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2002-2003, feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em conjunto com o Ministério da Saúde.
Segundo o levantamento, o país tem cerca de 38,6 milhões de pessoas com peso acima do recomendado, o equivalente a 40,6% de sua população adulta. Deste total, 10,5 milhões são obesos. Por outro lado, a exposição à desnutrição, pelo conceito da necessidade diária de ingestão de calorias, diminuiu.
Uma pesquisa realizada entre 1974 e 1975 revelara que o percentual de adultos acima do peso era menor - de 18,6% entre os homens e de 28,6% entre as mulheres. Vivendo num país mais urbanizado, o brasileiro trouxe para a mesa de casa mais itens industrializados e processados e ingeriu mais gorduras e um nível elevado de açúcar. Além disso, o consumo de frutas, legumes e hortaliças permaneceu muito baixo e inferior às recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).
Nas famílias brasileiras de todas as classes e de todas as regiões persiste o alto consumo de açúcar, principalmente de refrigerantes, e o baixo consumo de frutas e hortaliças. E muita gordura – alertou a coordenadora de Índices de preços do IBGE, Márcia Quintslr. O relatório apontou que o problema do excesso de peso não é mais exclusividade das pessoas com renda mais alta e que há mais gordos que magros na população de baixa renda. Entre os 20% mais pobres do país, 27% dos homens estão com peso acima do adequado e 9,5% com falta de peso. Já entre as mulheres de baixa renda, 38,2% estão com excesso de peso e 6,6% com peso inferior ao recomendado.
Conclusão: vivemos num país com os 2 lados da moeda. De um lado temos que olhar por indígenas desnutridos, crianças comendo fubá misturado com água para matar a fome e do outro crianças tão obesas que não conseguem brincar na escola, devido à falta de ar e a falta de agilidade e adolescentes tomando medicação para o colesterol alto devido à excessos e erros alimentares.
É hora do nutricionista ser mais valorizado e reconhecido pela sociedade como um profissional capaz de ajudar essa cena que temos pintada na nossa frente.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Patê de Berinjela Light!! Patê Especial Light de Tomate e Cebola!

Boa noite novamente!
Estava eu aqui quebrando minha cabeça para dar opções de patês light para uma paciente minha que passou comigo sexta feira passada e fuçando na internet, eu vi essa receita que eu achei fan-tás-ti-ca!!! Infelizmente eu ainda não tive o tempo necessário para testá-la, mas estou extremamente tentada a fazê-lo esse final de semana, pois afinal de contas, nos meus finais de semana eu dou uma de quituteira light, hahahaha!!!!
Vamos à receita:
PATÊ LIGHT DE BERINJELA
- 2 unidades de berinjela
- 1/2 xícara de chá de ricota cremosa Tirolez
(aqui a receita original era com requeijão light, mas um dos assuntos que postei essa semana foi exatamente a comparação da ricota cremosa e o requeijão light, por isso já modifiquei aqui!!!)
- 1 colher de sopa de curry
- 1 dente de alho
- Sal à gosto
Em uma assadeira, coloque as berinjelas e deixe assar até estufar. Corte ao meio, retire a polpa com uma colher. Bata a polpa no liqüidificador ou processador com a ricota cremosa, o curry, o alho e o sal por dois minutos, até obter um purê grosso. Acompanha torradas, pães, pode ser base de um canapé (acrescentar uma rodela de azeitona, uma cenoura cortada em palito deve ficar sensacional!!!)....
Espero que fique tão bom como o patê de tomate e cebola que eu fiz esse final de semana! Ficou boooom... a receita eu tirei da minha cabeça:
PATÊ ESPECIAL LIGHT DE TOMATE E CEBOLA - para o canapé fantástico!
- 01 fatia de ricota de aproximadamente 3 cm;
- 02 pães franceses integrais;
- meio tomate picado;
- meio tomate em rodelas (corte as rodelas ao meio);
- meia cebola picada;
- 01 colher de sobremesa de azeite;
- sal à gosto;
- orégano desidratado ou chimichurri desidratado à gosto (fiz com os 2, ambos ficaram excelentes!!!!!!)
Corte as cebolas em rodelas finas e afervente como cebola pra pizza: aqueça uma xícara de água no microondas e mergulhe as fatias de cebola na água fervente por alguns minutos.
Enquanto isso, amasse a ricota com um garfo e acrescente o azeite e o orégano (ou o chimichurri desidratado). Acrescente o meio tomate picado, as rodelas de cebola escorridas e bata no mixer até formar uma pasta cremosa. Corrija o sal se necessário.
Corte as fatias de pão francês em uma espessura de aproximadamente 1 cm e disponha as mesmas dentro de uma assadeira. Passe o patê de ricota com tomate e cebola sobre cada fatia. Ao final, finalize com meia rodela de tomate sobre cada fatia de pão com o patê e jogue um pouquinho de orégano por cima de tudo. Leve ao forno pré aquecido por uns 15 minutos até que o pão fique um pouco tostado e o tomate de cima dê uma leve murchada. Está pronto para servir e se deliciar!!!!!
Adorei esse quitute... acho que para receber os amigos no final de semana, batendo um papo e tomando uma taça de vinho tinto é uma opção excelente, pouco calórica e muuuuuito saborosa!
Ainda bem que amanhã é sexta e tem feriado na segunda!!!!!!!! O mundo dos patês está a disposição!!!!!!!!!

Alimentação e o Risco de Câncer

Boa noite pessoal!!!!

Estou aqui mais uma vez pra discutir o que eu sempre vejo no consultório... uma das coisas que estou observando com mais e mais frequência é o consumo de frios e embutidos no lugar de comida especialmente no jantar! As pessoas estão abandonando o hábito do arroz, carne, salada no jantar e estão preferindo um misto quente, pão com presunto e por aí vai... mas será mesmo que esta é uma boa opção para nosso organismo???
Muitos componentes da nossa alimentação tem sido relacionados com o desenvolvimento do câncer, principalmente o de mama, reto, cólon (intestino grosso), próstata, estômago e esôfago.
Os estudos chegam a mostrar que 1/3 de todos os tipos de cânceres estão relacionados às dietas inadequadas!!!
Alguns alimentos contêm níveis significativos de agentes cancerígenos. Os nitritos e nitratos usados para conservar alguns tipos de alimentos, como picles, salsichas e outros embutidos, além de alguns tipos de enlatados, se transformam em nitrosaminas no estômago.
As nitrosaminas, que têm ação carcinogênica potente, são responsáveis pelos altos índices de câncer de estômago observados em populações que consomem alimentos com estas características de forma abundante e freqüente. Por outro lado, a vitamina C e o beta-caroteno, encontrados em frutas cítricas, verduras e legumes amarelo-alaranjado (cenoura, tomate, melancia, pimentão vermelho e amarelo), agem como protetoras contra o câncer, porque evitam a que os nitritos se transformem em nitrosaminas.

Concluindo: os cânceres de esôfago e de estômago estão relacionados mais com o consumo de alimentos defumados, assados na brasa e aqueles preservados em sal.
Ou seja: comer churrasco todos santo final de semana provoca câncer??????
Bom, o churrascão provoca câncer, de acordo com muitos especialistas... só que o velho cigarrinho safado pode ser mais perigoso do que as picanhas, lombos e lingüiças assados na brasa ou defumados.
As carnes para churrasco muitas vezes possuem excesso de gordura, o que dificulta a digestão, forçando o estômago a produzir sucos digestivos em excesso, podendo levar à uma corrosão das paredes do intestino, provocando mutações cancerígenas. Aos comermos churrascos e defumados, estamos ingerindo uma substância chamada amina heterocíclica, criada pelo calor da grelha (forma aquele “pretinho tostadinho crocante” dos churrascos). As aminas heterocíclicas entram nas células, onde se ligam ao DNA e provocam mutações cancerígenas. Punk né???
O mesmo vale para os alimentos defumados impregnados pelo alcatrão (aquele mesmo alcatrão dos cigarros) proveniente da fumaça.
Quem é quem no Piauí: os alimentos defumados incluem o presunto, frango defumado, linguiça, pastrami, salsichas. Neles encontramos nitratos e nitritos, que quando digeridos são transformados em nitrosaminas, um potente agente cancerígeno, especialmente para o estômago!

Por acaso vocês sabiam que o tipo de preparo do alimento também influencia no risco de câncer???
Ao fritar, grelhar ou preparar carnes na brasa a temperaturas muuuuito elevadas, podem ser criados compostos que aumentam o risco de câncer de cólon, estômago e reto. Por isso, métodos de cozimento que usam baixas temperaturas são as escolhas mais saudáveis, como pochet, vapor, fervura, ensopado, assado ou cozido.

Atenções especiais também devem ser dadas aos grãos e cereais, com especial cuidado ao amendoim. Uma vez armazenados em lugares inadequados e úmidos, esses alimentos podem ser contaminados pelo fungo Aspergillus flavus, que produz a aflatoxina, uma substância cancerígena. Essa toxina está relacionada ao desenvolvimento de câncer de fígado!!!!

Que tal olhar com mais carinho para seu prato e a sua alimentação???? Não estamos falando somente de obesidade e colesterol alto, não! Alimentação saudável é coisa séria por estes e milhões de outros motivos importantes!!!
Veja bem: não estou falando para cortar o churrasquinho da sua vida nem proibir ninguém aqui de comer um presuntinho de vez em quando!!! Mas tem coisas na vida que precisam virar exceção e não regra.... tudo que é demais, faz mal, como dizia a minha avó!!!!

Ou como já dizia o grande Hipócrates: “Faça do alimento seu medicamento”!

FONTE: http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?ID=18

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Ricota Cremosa.... ouvi, provei e adorei!!!!

Estava conversando com as demais nutris que trabalham comigo lá nos ambulatórios do Hospital do Rim e começou um certo burburinho sobre uma tal de ricota-cremosa-que-parece-requeijão... falaram que era mais gostoso do que requeijão, textura super cremosa que nem parecia ricota, que com pão integral fazia toda diferença na nossa vida!!!! Bom, como boa consumidora-nutricionista antenada, no final da semana eu acabei indo ao supermercado fazer umas comprinhas (saudáveis, pois de final de semana eu sou uma quituteira light) e olha quem eu vi: Não vou negar que a curiosidade imperou sobre meu ser e eu comprei o bendito creme de ricota!
No mesmo dia eu provei, aprovei e me deliciei!!!!

Realmente esse creminho de ricota substitui superbem o requeijão e ainda por cima pode ser base para patês de frango, atum, azeitona ou tomate!!! Fantástico!!!!

Vamos comparar as diferenças entre um requeijão comum e o creme de ricota????


Fonte: http://www.tirolez.com/


De cara, já vemos que o valor calórico do creme de ricota é 35% menor do que o requeijão! Ponto para a ricota!!! Fora que tem o dobro do valor protéico e pasmem: 92,42% menos sódio do que o requeijão!!!!


Agora a gordura, ahhhh.... a famigerada gordura saturada.... enquanto o requeijão tem 5g de gordura saturada por porção (que corresponde a 20% das recomendações diárias de consumo de gordura saturada, o que é bastaaaaaante). Considerando que 30g é uma colher de sopa de requejão, qualquer abusadinha a mais, vc consome pelo menos 50% do recomendado de gordura saturada por dia apenas no café da manhã!!!!


Já o creme de ricota fornece metade da quantidade de gordura saturada.... ou seja: sem dúvidas, esse creme já conquistou meu paladar, meu senso crítico de nutricionista e meu coração, rsrsrsrsss.... quem sabe ele não conquista o coração de vocês???

O novo guru da alimentação na terra da Rainha é Homer Simpson??? Quê???? God Save the Queen!!!!

Oi pessoal, boa noite!
Estava lendo meus e-mails quando me deparei com essa maaaaster foto do Homer Simpson e a chamada de que ele será o novo guru britânico da boa alimentação... será que isso vai dar certo????

Segue a reportagem abaixo.... como sempre, meus comentários ficam em negrito!
LONDRES (Reuters) - Esqueça a pizza e as rosquinhas recheadas --o governo britânico quer que os fãs dos Simpsons passem a comer de maneira mais saudável (Só os fãs dos Simpsons têm alimentação desregrada????)
O Departamento de Saúde está gastando 1 milhão de dólares para patrocinar episódios do desenho no Channel 4 como parte da campanha Change4Life (Mudança para a Vida).
Antes do início dos programas patrocinados, personagens do desenho que fingem ser membros da família são mostrados sentados em um sofá debruçados sobre sorvetes e batatas fritas que depois se transformam em alternativas mais saudáveis (Será que isso causa impacto mesmo? Gastar 1 milhão com essa abordagem apenas?)
O governo espera que os telespectadores percebam que devem seguir este comportamento, e não a dieta baseada em cerveja e rosquinhas recheadas de Homer Simpson e sua família (do que vai adiantar 3 segundos vendo cenouras e todo o resto do episódio com o Homer gritando pra Marge que precisa comprar mais sorvete napolitano???)
A ministra da Saúde Pública britânica, Gillian Merron, disse que o objetivo é criar maneiras novas e inovadoras de atingir a audiência.
"Os Simpsons são uma família unida e muito amada que enfrenta os desafios diários que famílias modernas passam", afirmou em comunicado.
"Enquanto eles certamente fazem algumas escolhas questionáveis sobre como fazer as coisas, dão uma maneira popular e atraente para repassar a mensagem às famílias da vida real sobre maneiras simples de melhorar a dieta e atividade para uma vida para saudável", disse.

Espero que eu seja uma pessoa equivocada e que de uma maneira ou de outra o investimento funcione e cause impacto nas famílias britânicas!
Mas de nada adianta ter propagandas apelando para uma alimentação saudável se os pais ou responsáveis pelas compras da casa não tomarem uma atitude positiva e de fato adquirirem alimentos mais saudáveis, com menos gordura saturada, mais fibras e menos sódio, por exemplo.
PLANEJAMENTO é essencial antes de mais nada! Conscientização do dia a dia, da rotina diária, da vida alimentar é um primeiro passo para mudança de comportamento....
Que o Homer emagreça!!!!!!!

Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/s/reuters/091005/entretenimento/cultura_tv_simpson_saudavel_1