terça-feira, 24 de novembro de 2009

Mais uma sobre os chicletes!!!!

O hábito de mascar chicletes é saudável?
Como sou uma pessoa que possui esse defeito (ser viciada em chicletes), toda e qualquer informação que eu acho sobre esse hábito (ou será vício???) eu acabo postando por aqui.....
Estava acessando um site especializado em Nutrição para nutricionistas e profissionais da saúde e me deparei com mais uma matéria interessantíssima sobre esse tema que eu tanto masco no meu dia-a-dia....
Deixo alguns breves comentários em negrito:
Repetindo a pergunta..... O hábito de mascar chicletes é saudável?

"Para alguns casos, sim. Novas pesquisas indicam que mascar chicletes pode ser uma ferramenta útil para o controle do peso corpóreo. O hábito também aumenta o estado de vigília e a concentração, diminui o estresse e ajuda na saúde bucal (ueeeeba!!! Pra mim esse lance de ajudar no controle do peso é verdade! Quando estou com uma fominha e ainda não é hora de comer, eu consigo me "tapear" mascando um bom chicletinho, não vou negar!!!!!)

O chiclete é de fácil acesso e a maioria deles é pobre em calorias (5 a 10 calorias por unidade, ou isento delas nas versões sem açúcar). Entretanto, os estudos nesta área não entraram em consenso e diversas conclusões são exploradas: mascar chicletes antes de uma refeição ajuda a diminuir a fome e pode significar a redução no consumo de até 40 calorias (se eu multiplicar pelos 365 dias do ano, estarei economizando cerca de 14600 Kcal somente no almoço! Em um ano isso faz diferença sim!!!); mascar chicletes adoçados com aspartame antes das refeições pode aumentar a fome; não há diferença na fome de quem mascou ou não chiclete (poxa, temos então que ler os rótulos dos chicletes e ver qual o educorante - adoçante que ele têm??? Vou ver se me testo e masco um com aspartame pra ver o que acontece!).

Outros autores sugerem que indivíduos que têm desejo excessivo por doces calóricos e pouco nutritivos, masquem chicletes ao invés de comer estes tipos de alimentos como estratégia para driblar o apetite e evitar o ganho de peso (concordo e assino embaixo!).

Em adição ao refrescamento do hálito, a goma de mascar aumenta a saliva, que é um potente mecanismo de defesa do organismo, servindo de tratamento para pacientes com xerostomia (falta de salivação ou pouca produção de saliva - "boca seca").

Quando isento de açúcar, o chiclete ajuda na redução de placas, na prevenção de cáries e remineraliza o esmalte do dente, fortalecendo-o, reduzindo e prevenindo manchas dos dentes.
Em indivíduos cujo estresse provoca compulsão por alimentos, mascar chicletes pode ajudar no alívio destes sintomas (olha quanta coisa boa o chicletinho pode proporcionar!!!).

É importante ressaltar que a mastigação de chicletes induz à produção de ácido gástrico pelo estômago, o que pode provocar gastrite em certos indivíduos. Esse hábito também pode aumentar a produção de gases intestinais
(com certeza temos que tomar cuidado em relação ao tempo de mastigação de chicletes... perder a noção e ficar 3 horas com um chiclete na boca pode fazer com que nossa fome aumente e haja um excesso na produção de suco gástrico, podendo MESMO a levar à dores de estômago... fora que, dependendo do chiclete, temos dores de cabeça e dores na mandíbula por mascar chicletes duros por tempo prolongado... por isso que atenção quanto ao tempo de mastigação do chiclete é fundamental. Experiência própria....)".
Bibliografia:
American Dietetic Association. The benefits of chewing gum. Disponível em: http://www.eatright.org/ada/files/FINAL_Wrigley_FINAL.pdf. Acessado em: 10/11/2009.
Souza BMM, Cândido CS, Coelho CG, Stadler RC. Análise crítica de mitos alimentares da cultura popular brasileira. Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR. 2008;2(15). Disponível em: http://www.pg.utfpr.edu.br/setal/docs/artigos/2008/a1/001.pdf. Acessado em: 10/11/2009.
Jham CB. Ensaio clínico randomizado fase III da eficácia do betanecol na prevenção de xerostomia em pacientes com neoplasias malignas das vias aerodigestivas superiores submetidos à radioterapia. Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado em Odontologia da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais. 2006. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br. Acessado em: 10/11/2009.
Tordoff MG, Alleva AM. Oral stimulation with aspartame increases hunger. Physiol Behav. 1990;47(3):555-9. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2359769. Acessado em: 16/11/2009.Julis RA, Mattes RD. Influence of sweetened chewing gum on appetite, meal patterning and energy intake. Appetite. 2007;48(2):167-75.

Nenhum comentário:

Postar um comentário