sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Catchup, Ketchup

O Catchup (também chamado de ketchup ou, menos frequentemente, de catchupe) é um condimento à base de tomate, muito usado para temperar batatas fritas, sanduíches e em algumas regiões do Brasil, em pizzas e até mesmo bifes à milanesa.
Acredita-se que o condimento tem sua origem na cultura chinesa, chamado de "ke-tsiap" que significa molho. Na Malásia, uma outra versão deste mesmo molho tem o nome de "kechap ou kecap manis", que significa gosto. Originalmente o catchup era semelhante ao molho de soja e ao molho inglês.

Mais tarde, durante a passagem dos holandeses pela região asiática no século 17, o molho chegou à Europa e foi levado aos EUA pelos britânicos; cem anos depois, quando chegou aos Estados Unidos, foram adicionados tomates e esse condimento ficou conhecido como molho de tomate com soja, na época um molho escuro e fino.
Os ingleses e americanos utilizavam a palavra catchup para uma infinidade de molhos onde o único ingrediente em comum era o vinagre.
Somente no século XIX o catchup tomou a forma que conhecemos hoje em dia, mais espesso e adocicado. Ou seja, o molho sofreu alterações e passou a ter como seu ingrediente principal o tomate e ele foi batizado definitivamente de "ketchup/catchup".

Ao contrário dos que alguns pensam, pelo menos 70% de qualquer catchup vendido em supermercados é uma base de suco concentrado de tomates concentrados. Os outros 30%, por outro lado, são condimentos que dão sabor ao produto como alho e vinagre, além do sal e açúcar.
Mas atenção!!! O catchup industrializado reza a cartilha dos produtos industrializados, ou seja, ele contém uma quantidade altíssima de aditivos industriais!

Parece que tem poucas calorias né??? Mas quem é que come apenas 01 colher de sopa rasa de catchup??? As 12g da tabela de cima correspondem à essa quantidade de catchup!!!! Normalmente a gente consome beeeeem mais que isso nas batatinhas fritas ou no X-Salada... e o que era 11 calorias, vira 22, 33, 44 calorias... e se eu como catchup 3x na semana, eu como mais de 500 calorias à mais por mês por puro "luxo" em comer sanduíches e carnes com catchup... no ano isso pode resultar num consumo extra de mais de 6300 calorias!!!! Faz diferença em um ano??? Ô se faz!!!!!!


Catchup Caseiro
- 5 kg de tomate maduro(s)
- 200 g de pimentão vermelho sem semente(s)
- 800 g de cebola
- 2 dentes de alho
- 1 colher (chá) de pimenta-do-reino branca em grãos
- 1 colher (chá) de pimenta da jamaica
- 1 colher (chá) de cravo-da-índia
- 2 unidades de canela em pau
- 1/2 colher (chá) de mostarda em pó
- 4 colheres (sopa) de açúcar mascavo
- 6 colheres (sopa) de açúcar
- 1 colher (chá) de sal
- 2 e 1/2 xícaras (chá) de vinagre branco

Corte os tomates e o pimentão. Bata-os no liquidificador ou processador e peneire para retirar as sementes e a casca. Volte ao liquidificador e bata com a cebola. Coloque o tomate, o pimentão e a cebola batida em uma panela e cozinhe em fogo baixo até reduzir em um terço do volume inicial. Em outra panela, misture o vinagre com o alho, a pimenta-do-reino, a pimenta da Jamaica, a canela e o cravo e cozinhe em fogo baixo por meia hora, deixando que os temperos soltem o seu sabor. Coe esse vinagre e acrescente metade da quantidade à panela dos tomates. Acrescente também a mostarda em pó, o açúcar e o sal. Ajuste os temperos ao seu paladar e se necessário acrescente mais vinagre, açúcar ou sal. Deixe esfriar, bata denovo no liquidificador e guarde em um recipiente limpo na geladeira.

Pelo menos com essa receita não temos conservantes, corantes, acidulantes... mas que vai açúcar vai! Por isso, diabéticos de plantão: muita atenção na hora de consumir essa receita!!!! E quem quer ter uma vida mais saudável ou quer emagrecer, comer grandes quantidades de catchup não vai ajudar em nada... ao contrário: atrapalha!!!!
Realmente, a maior preocupação em relação à composição do catchup é o teor elevado de açúcar. A sacarose representa entre 15% e 20% da composição do catchup convencional.

Essas seriam as famigeradas “calorias vazias”, que não agregam qualquer valor nutricional à alimentação, somente energia - o catchup fornece pouquíssimos nutrientes. Isso pode contribuir com a obesidade.
Pesquisadores já estudam substituir a sacarose do catchup por outro elemento de sabor idêntico e propriedades semelhantes ao aspartame, o que o tornaria menos “nocivo”.
A Organização Mundial da Saúde recomenda que a ingestão diária de açúcares não passe de 10% da parcela de alimentos energéticos consumidos todos os dias (parte que seria dividida entre o catchup e outras dezenas de produtos, como doces e até frutas). Isso porque nem comentei aqui sobre as quantidades de sal que o produto possui!!!!

O catchup faz parte da lista de alimentos que os gastroenterologistas e nutricionistas não recomendam para quem está com úlcera, gastrite ou sofre com refluxo/queimação no estômago. Isso é devido à acidez do tomate, base do catchup. Mas não vamos misturar as bolas: usando em pequenas quantidades, essas doenças não se desenvolvem em quem tem o estômago saudável.
Sem exageros no final de semana........ está chegando o final do ano e a "orgia alimentar" se aproxima..... ai ai ai.......

Fontes:

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Mais uma sobre os chicletes!!!!

O hábito de mascar chicletes é saudável?
Como sou uma pessoa que possui esse defeito (ser viciada em chicletes), toda e qualquer informação que eu acho sobre esse hábito (ou será vício???) eu acabo postando por aqui.....
Estava acessando um site especializado em Nutrição para nutricionistas e profissionais da saúde e me deparei com mais uma matéria interessantíssima sobre esse tema que eu tanto masco no meu dia-a-dia....
Deixo alguns breves comentários em negrito:
Repetindo a pergunta..... O hábito de mascar chicletes é saudável?

"Para alguns casos, sim. Novas pesquisas indicam que mascar chicletes pode ser uma ferramenta útil para o controle do peso corpóreo. O hábito também aumenta o estado de vigília e a concentração, diminui o estresse e ajuda na saúde bucal (ueeeeba!!! Pra mim esse lance de ajudar no controle do peso é verdade! Quando estou com uma fominha e ainda não é hora de comer, eu consigo me "tapear" mascando um bom chicletinho, não vou negar!!!!!)

O chiclete é de fácil acesso e a maioria deles é pobre em calorias (5 a 10 calorias por unidade, ou isento delas nas versões sem açúcar). Entretanto, os estudos nesta área não entraram em consenso e diversas conclusões são exploradas: mascar chicletes antes de uma refeição ajuda a diminuir a fome e pode significar a redução no consumo de até 40 calorias (se eu multiplicar pelos 365 dias do ano, estarei economizando cerca de 14600 Kcal somente no almoço! Em um ano isso faz diferença sim!!!); mascar chicletes adoçados com aspartame antes das refeições pode aumentar a fome; não há diferença na fome de quem mascou ou não chiclete (poxa, temos então que ler os rótulos dos chicletes e ver qual o educorante - adoçante que ele têm??? Vou ver se me testo e masco um com aspartame pra ver o que acontece!).

Outros autores sugerem que indivíduos que têm desejo excessivo por doces calóricos e pouco nutritivos, masquem chicletes ao invés de comer estes tipos de alimentos como estratégia para driblar o apetite e evitar o ganho de peso (concordo e assino embaixo!).

Em adição ao refrescamento do hálito, a goma de mascar aumenta a saliva, que é um potente mecanismo de defesa do organismo, servindo de tratamento para pacientes com xerostomia (falta de salivação ou pouca produção de saliva - "boca seca").

Quando isento de açúcar, o chiclete ajuda na redução de placas, na prevenção de cáries e remineraliza o esmalte do dente, fortalecendo-o, reduzindo e prevenindo manchas dos dentes.
Em indivíduos cujo estresse provoca compulsão por alimentos, mascar chicletes pode ajudar no alívio destes sintomas (olha quanta coisa boa o chicletinho pode proporcionar!!!).

É importante ressaltar que a mastigação de chicletes induz à produção de ácido gástrico pelo estômago, o que pode provocar gastrite em certos indivíduos. Esse hábito também pode aumentar a produção de gases intestinais
(com certeza temos que tomar cuidado em relação ao tempo de mastigação de chicletes... perder a noção e ficar 3 horas com um chiclete na boca pode fazer com que nossa fome aumente e haja um excesso na produção de suco gástrico, podendo MESMO a levar à dores de estômago... fora que, dependendo do chiclete, temos dores de cabeça e dores na mandíbula por mascar chicletes duros por tempo prolongado... por isso que atenção quanto ao tempo de mastigação do chiclete é fundamental. Experiência própria....)".
Bibliografia:
American Dietetic Association. The benefits of chewing gum. Disponível em: http://www.eatright.org/ada/files/FINAL_Wrigley_FINAL.pdf. Acessado em: 10/11/2009.
Souza BMM, Cândido CS, Coelho CG, Stadler RC. Análise crítica de mitos alimentares da cultura popular brasileira. Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR. 2008;2(15). Disponível em: http://www.pg.utfpr.edu.br/setal/docs/artigos/2008/a1/001.pdf. Acessado em: 10/11/2009.
Jham CB. Ensaio clínico randomizado fase III da eficácia do betanecol na prevenção de xerostomia em pacientes com neoplasias malignas das vias aerodigestivas superiores submetidos à radioterapia. Dissertação apresentada ao Curso de Mestrado em Odontologia da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais. 2006. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br. Acessado em: 10/11/2009.
Tordoff MG, Alleva AM. Oral stimulation with aspartame increases hunger. Physiol Behav. 1990;47(3):555-9. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2359769. Acessado em: 16/11/2009.Julis RA, Mattes RD. Influence of sweetened chewing gum on appetite, meal patterning and energy intake. Appetite. 2007;48(2):167-75.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Monitorização da Glicemia e prêmio no Congresso Brasileiro de Diabetes

Boa noite!!
É com muito orgulho que eu escrevo este texto!!!!
Semana passada o Dr. Augusto Pimazoni recebeu o Primeiro Lugar do Prêmio Procópio do Valle, destinado ao melhor trabalho sobre Monitorização e Controle do Diabetes apresentado no XVII Congresso Brasileiro de Diabetes. Como faço parte desta equipe como monitora do estudo clínico, é muito bacana ver que o trabalho de tantos profissionais envolvidos nesse ano todo de 2009 teve uma excelente repercussão devido aos seus excelentes resultados!!!!
Isso é fruto de um trabalho semanal de 6 nutricionistas, 3 psicólogas, 3 educadores físicos, 2 médicos e de um monte de enfermeiras....
Parabéns para todos nós!!! Estamos trabalhando para o sucesso e a saúde dos diabéticos!!!!