quinta-feira, 18 de março de 2010

Celíacos de plantão: a vida sem glúten no Brasil

Oi pessoal, tudo bem??? Pra variar, estou naquela super correria do dia a dia e vendo os meus e-mails, separei esse que recebi da minha super parceira de trabalho em diabetes, a Graça Camara (bjos Graça, saudades de vc!!!). O e-mail na verdade é sobre uma revista eletrônica, a Vida Sem Glúten e Alergias. O site é: http://www.vidasemglutenealergias.com/
Pra quem não sabe, o diabetes tipo 1 é uma doença auto imune, ou seja, o paciente acaba destruindo suas próprias células importantes do corpo. As células de defesa entendem que as outras células são "intrusas" e passam a atacá-las. No diabetes tipo 1 ocorre a destruição das células beta do pâncreas, essensciais para a produção de insulina. Às vezes, os pacientes diabéticos desenvolvem outros tipos de doenças auto imunes, como é o caso da Doença Celíaca (onde não se pode consumir absolutamente NADA com glúten) e do Lúpus.
Deixo aqui embaixo a reportagem sobre a vida sem glúten no Brasil... opiniões em vermelho!

O Brasil testemunha cada vez mais iniciativas de restaurantes, lojas especializadas e hotéis que oferecem produtos e opções de cardápio sem glúten. Já são quase 500 estabelecimentos, dentre lojas especializadas em pães, bolos, biscoitos, torradas, base de pizza e massas até restaurantes com cardápios especiais. Imaginem como era a vida do celíaco no passado... não dava pra comer fora de casa sem levar sua marmitinha... é muito complicado não ter opções, especialmente em São Paulo que é a cidade gastronômica do Brasil!
O mercado gastronômico voltado aos consumidores que devem seguir uma dieta isenta glúten - uma proteína presente no trigo, cevada e centeio - tem testemunhado uma explosão de crescimento sem precedentes. Em centenas de cidades no mundo todo surgem diariamente restaurantes, cantinas, pizzarias, bistrôs, fast foods e bares com opções de cardápio sem glúten. O mesmo é válido para o mercado de produtos sem glúten.

Uma das razões principais é o aumento na taxa de diagnóstico da doença celíaca, uma doença causada por uma reação auto-imune ao glúten que requer dos portadores a eliminação completa do glúten da dieta por toda a vida. Ou seja, pães, massas, biscoitos, molhos, e tudo que possa ter entrado em contato com o glúten em algum momento deve ser eliminado da dieta. Conheço pessoas que não podem nem frequentar lugares que possuam qualquer tipo de alimento que tenha gluten. Ou seja: se essa pessoa pedir uma saladinha, arroz, frango assado e neste lugar fazem massas caseiras, esqueça! A contaminação do prato dessa pessoa com a  farinha na cozinha pode estragar o dia!!!
Estima-se que cerca de 0,5 a 1% da população seja portadora da doença. Embora a maioria destas pessoas ainda não seja diagnosticada, a taxa de diagnóstico vem aumentando significativamente: ser celíaco não é mais um condição tão rara, e a tendência é que se torne cada vez mais comum, na medida em que o grau de conscientização sobre a doença e taxa de diagnóstico aumentam.

Ao mercado de consumidores de serviços e produtos sem glúten somam-se ainda familiares de celíacos, bem como aqueles que evitam o glúten por outras razões: alérgicos ao trigo, adeptos da dieta "sem glúten e sem lactose", bem como adeptos por outras condições médicas.

Mercado no Brasil
Respondendo à esta crescente demanda, o Brasil testemunha as primeiras iniciativas de restaurantes, lojas especializadas e hotéis que oferecem produtos e opções de cardápio sem glúten. Embora ainda em número reduzido se comparado à outros países, já são diversas as opções disponíveis, desde lojas especializadas em pães, bolos, biscoitos, torradas, base de pizza, massas e outras guloseimas sem glúten.

O SpecialGourmets é um guia online mundial de estabelecimentos que oferecem produtos e serviços para adeptos da dieta sem glúten. O guia já é o maior do mundo, com 16 mil estabelecimentos em 30 países. No Brasil, o guia atualmente possui quase 500 estabelecimentos que atendem a dieta sem glúten cadastrados e disponíveis para consulta. É crescente no Brasil o número de supermercados que já vendem produtos sem glúten em seções especiais.
Observa-se que o Rio de Janeiro é o estado com o maior número de lojas cadastradas oferecendo produtos especiais sem glúten, principalmente em função do elevado número de lojas de produtos naturais no estado que oferecem estes produtos. Casas de produtos naturais, como as Lojas Mundo Verde também trabalham bastante com essa linha sem glúten. Uso de farinha de arroz nas massas e produtos sem glúten e sem leite/lactose são produtos muito procurados por aqueles que são adeptos à "alimentação funcional".

No Rio Grande do Sul a peculiaridade é no número de supermercados oferecendo produtos especiais para os adeptos da dieta sem glúten. Já o número de empresas especializadas em produtos sem glúten se divide  entre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul.

Restaurantes com opções sem Glúten no Brasil
Em relação aos restaurantes, a figura mostra que São Paulo é o estado com maior número de locais que oferecem algum tipo de opção sem glúten. Esta predominância deve-se à presença de 3 cadeias de restaurantes na cidade que discriminam em seus cardápios os itens sem glúten que podem ser consumidos pelos clientes, como os restaurantes da rede australiana Outback Steakhouse e os restaurantes da rede Wraps. Eu particularmente acho a rede Wraps extremamente deliciosa e com um cardápio que prima pela alimentação saudável. A granola salgada nas saladas, os molhos e as combinações de legumes/verduras e carnes dos wraps são excelentes opções para um almoço ou jantar. Dá pra comer bem e ter um estilo de vida saudável SIM!  

Oportunidades
Assim como as empresas no Brasil - e no mundo todo - estão percebendo, o mercado de produtos e serviços sem glúten oferece oportunidades e um nicho ainda pouco explorado. Além de ser um mercado que somente tende a crescer pelas razões anteriormente expostas, seus consumidores costumam ser clientes extremamente fiéis dada a necessidade de adoção estrita e permanente da dieta sem glúten. Por exemplo, no caso de restaurantes, quando estes consumidores encontram um lugar que pode oferecer-lhes opções de alimentação compatíveis com suas dietas, eles tornam-se fregueses freqüentes. Portanto, ao oferecer opções para esta parcela da população, o estabelecimento poderá tornar-se um ponto de encontro freqüente para essas consumidores, seus amigos e suas famílias, abrindo assim as portas para centenas de novos clientes. Imaginem a "III Reunião Paulista de Celíacos" no seu restaurante ou bar???? Ponto de encontro da turminha às quintas feiras???? Festinha de aniversários??? A demanda existe e as possibilidades são inúmeras.... 

Informações Adicionais
Para mais informações e a lista de estabelecimentos dos principais estados brasileiros (em número de estabelecimentos cadastrados), seguem abaixo alguns links de acesso direto:
São Paulo sem Glúten: www.specialgourmets.com/saopaulo
Santa Catarina sem Glúten: www.specialgourmets.com/santacatarina
Rio de Janeiro sem Glúten: www.specialgourmets.com/riodejaneiro
Rio Grande do Sul sem Glúten: www.specialgourmets.com/riograndedosul
Paraná sem Glúten: www.specialgourmets.com/parana
Distrito Federal sem Glúten: www.specialgourmets.com/distritofederal
Outros estados e cidades brasileiras: www.specialgourmets.com/brasil

Fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário