sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Esteviosídeo - adoçante natural: é bom?

Ahaaaaaa!!! Mais uma semana se foi!!!! Mais uma tarde de chuva violenta em São Paulo!!! Mais um final de semana chegando!!!!!

Atendendo à pedidos... um leitor do blog, o Sérgio, me questionou sobre o uso do esteviosídeo como opção adoçante!!!!


Bom, antes de mais nada, vamos explicar o que é o esteviosídeo:
Esteviosídeo é um edulcorante (adoçante) natural, vindo da planta Stevia rebaudiana, nativa do Brasil. Ele é cerca de 300 vezes mais doce que a sacarose (açúcar de mesa).
Atóxico ao organismo, esse adoçante tem gosto amargo de ervas no momento da ingestão. Aliás, esse é o "Tendão de Aquiles" do esteviosídeo... usar adoçante para algumas pessoas é complicado, ainda mais usar um adoçante que deixa um suuuuper sabor residual... e o que é pior: alguns pesquisadores detectaram ainda a existência de um sabor residual metálico (!!!). Ou seja, é interessante fazer um mix de adoçantes para se tentar melhorar o sabor: misturando o esteviosídeo com, frutose, sorbitol, manitol, xilitol, aspartame, ciclamato ou sacarina, a coisa fica mais agradável. E realmente é o que encontramos no mercado! Temos tanto produtos 100% esteviosídeo como produtos que além do adoçante natural, temos o aspartame, ciclamato, sacarina na composição. Os últimos estudos têm se direcionado para diminuir o amargor através do desenvolvimento de novas linhagens da planta...

Ele praticamente não é metabolizado pelo nosso corpo: ou seja, quase da mesma forma que entra, sai. Como os outros adoçantes, o esteviosídeo foi estudado para se limitar a quantidade segura de consumo por humanos. Essa quantidade estabelecida foi de 5,5 mg/ Kg de peso. Ou seja: se você tem 70 kg, você pode consumir por dia até 385 mg de esteviosídeo. O difícil é achar nas embalagens de adoçantes à base desta planta quanto de esteviosídeo cada sachet ou cada gota possui... procurei no rótulo nutricional das principais marcas brasileiras e simplesmente não temos idéia de quanto podemos consumir deste produto! Em um post que fiz há algum tempo, escrevi a seguinte informação: um sachê de adoçante à base de esteviosídeo (sachê de 1g) tem cerca de 7% da planta. Ou seja, temos 70 mg por sachê do adoçante. Considerando esse mesmo paciente de 70 kg, fica conta:
- 70 kg x 5,5 mg (IDA - Ingestão Diária Aceitável) = 385 mg/dia, o que corresponde à 5,5 sachês/dia deste adoçante!!! >>> para alguns é um consumo diário rotineiro; para outros é pouco... atenção quanto ao seu peso X quantidade de adoçantes que vc pode consumir!
Querem uma dica? Se vocês forem substituir totalmente o açúcar pelo adoçante, variem as opções. Tomem esteviosídeo no café da manhã e por exemplo produtos diet/light à base de ciclamato, sacarina ou sucralose, pois desta forma não extrapolamos a quantidade diária recomendada de nenhum adoçante do mercado!!!
O esteviosídeo realmente é à base de planta sim, mas é um produto industrializado e por isso seu consumo não deve ser totalmente desregrado e desenfreado!!!!
Respondi às suas dúvidas, Sérgio? Abraçossssssssss....


Fontes:
http://www.diabetes.org.br/mais-informacoes/1194
http://www.idec.org.br/consumidorsa/arquivo/jun98/3103.htm

3 comentários:

  1. OI Amanda,

    Estava procurando algumas informações sobre Stevia (pois estou gordinho e estou precisando substituir o açúcar da minha vida) e gostei muito do seu blog.
    É difícil encontrar pessoas que escrevam citando suas fontes e ainda mais possuírem fontes científicas.
    Parabéns pelo trabalho e continue assim.

    Alexandre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amanda, achei sensacional a maneira como voce reportou sobre este produto, o esteviosidio. muito legal e sem frescuras, parabens; sou diabetico e estou procurando alternar meu adoçante, valeu a dica, um abraço e Deus lhe abençoe!

      Excluir
  2. Obrigada pelos seus comentários, com certeza eles me ajudam a trazer cada vez mais informações de qualidade! Continue acompanhando os posts! Abração!

    ResponderExcluir