segunda-feira, 26 de março de 2012

Pipoca: agora ela é a mocinha da vez!!! Combate o envelhecimento!!

JUUUURO QUE EU NÃO FUI ABDUZIDA!!! Após quase 2 meses out do blog, consegui arranjar um tempo de coração para estar aqui postando coisas bacanas para vocês! Sim, tem que ser um tempo de coração! Poxa, pra passar a informação de qualquer forma é melhor não passar!!! 
Super agradeço às pessoas que comentam e que ajudam a fazer esse blog mais bacana, com dicas de receitas, palavras de incentivo, enfim... a informação deve ser sempre compartilhada a boa informação divulgada! Sempre lembro meus pacientes que o inferno está cheio de boas intenções!!! 

A idéia é transmitir o correto, o estudado, o honesto! Por isso que às vezes para mim é complicado postar algo muito da moda, como uso de óleo ou gordura de coco ou outras coisas mais moderninhas, pois eu preciso me certificar da qualidade da informação!!! Imagina se eu posto que a fulaninha de tal tomou e perdeu 82 kg em 15 dias só de gordura abdominal????? Nossa, nossa, assim eu ME mato!!! 
Estava lendo algumas matérias e achei essa da pipoca beeeeem sensacional! Aliás, estou acompanhando a pipoca já faz um tempo; tenho uma paciente que é louca por pipoca e pediu pelamordedeus pra colocar a pipoquinha no cardápio dela... e lá fui eu atrás de maiores informações da pipoca... poxa, será que ela valia tanto a pena assim a ponto de colocar na orientação alimentar da paciente???? 
Conclusão: coloquei a pipoquinha lá na orientação SIM! Elas (a pipoca e a paciente) me convenceram que era uma boa opção trazer o milhinho estouradinho pro dia a dia!!!! 

No portal G1, eles acabaram por trazer essa interessante reportagem sobre a pipoca, que deixo com meus comentários e informações adicionais (como sempre):
"Trocar uma fruta por uma porção de pipoca na hora do lanche pode ser uma opção não só saborosa, mas também mais saudável - pelo menos é o que diz uma pesquisa da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, nos Estados Unidos, publicada neste domingo (dia 25 de março) >>> calma lá, muito cuidado com essa informação! As frutas são riquíssimas em vitaminas, minerais, fibras, água... enfim, são duas categorias diferentes de alimentos, então fica complicado colocar todo mundo no mesmo balaio de gato e deixar de comer uma maçã amiga pra ir ao cinema e comer um balde de pipoquinha!!!! 
Um grupo de estudiosos descobriu que o petisco preferido dos cinéfilos contém mais polifenois -- substâncias químicas antioxidantes -- do que algumas frutas e legumes >>> show, bacanérrimo! Polifenóis sim, mas falar que a pipoca por exemplo é tão completa como as frutas, fonte de muitos outros nutrientes, como a vitamina C, por exemplo, já é forçar a barra, hahahaha! Nada como uma acerolinha, maracujá, limãozinho e laranjinha para ter vitamina C, por exemplo... deu pra pegar o espírito da coisa???? 
Os antioxidantes, bastante presentes em frutas e hortaliças, são responsáveis por diminuir a presença dos radicais livres no organismo, causadores do envelhecimento e de várias doenças como câncer e Alzheimer. Não por acaso, os alimentos que possuem essas substâncias são chamados de "funcionais" >>> temos vários alimentos funcionais, como por exemplo o tomate, que é rico em licopeno, o leite fermentado, que possui lactobacilos. Sempre lembrando: os alimentos funcionais devem apresentar propriedades benéficas além das nutricionais básicas, sendo apresentados na forma de alimentos comuns. São consumidos em dietas convencionais, mas demonstram capacidade de regular funções corporais de forma a auxiliar na proteção contra doenças como hipertensão, diabetes, câncer, osteoporose e coronariopatias. Englobam todos os alimentos ou bebidas que, consumidos na alimentação cotidiana, podem trazer benefícios fisiológicos específicos, graças à presença de ingredientes fisiologicamente saudáveis. Complicou? Resumindo: além de nutrir, faz um beeeem danado contra diversas doenças! 

Mas atenção: Alimentos funcionais não curam doenças, ao contrário dos remédios. Por possuírem certos componentes ativos, eles são capazes de reduzir ou prevenir o risco de determinadas doenças. Na sua forma natural, ou seja, como alimento, não apresentam contra-indicações e podem ser consumidos com tranqüilidade, sem prescrição médica. 
A pipoca tem apenas 4% de água em média, enquanto que os polifenois são diluídos nos 90% de água que compõe muitas frutas e verduras. O autor da pesquisa (e pioneiro na análise de componentes saudáveis no chocolate, nozes e de outros alimentos comuns), explica que esses antioxidantes estão mais concentrados na pipoca pela sua pouca concentração de água, já que os polifenóis são diluídos no líquido >>> esse ponto é bem rico, pois pensando nisso, uma porção que corresponda a uma xícara de pipoca pode ter mais polifenóis que uma  xícara de brócolis cozido, por exemplo!
A lógica é a mesma para frutas secas como a uva passa, por exemplo. Como a casca da uva também é fonte de polifenois, quanto menos água tiver, maior será a concentração da substância antioxidante. 
BENDITA CASQUINHA DA PIPOCA!
É na casquinha da pipoca que estão os polifenois e as fibras. Justamente a parte que costuma ser descartada para evitar que se enrosquem entre os dentes, afirma Vinson. "Essas cascas merecem mais respeito. Elas são as pepitas de ouro da nutrição", brinca o pesquisador.>>> Ou seja: nada de reclamar que a casquinha da pipoca está pegando na gengiva!!! Bora colocar essa casquinha pra dentro! Pessoas de aparelhos: cuidado com as casquinhas, mas elas já passaram de vilãs incomodadoras da boca aparelhada para ingredientes saudáveis da dieta! Um esforçozinho pra comer tem lá seus benefícios!
Olha só: a pipoca é um alimento composto de 100% de grãos integrais, enquanto outros que recebem a mesma denominação muitas vezes têm grãos diluídos a outros ingredientes.
"Enquanto uma porção de pipoca irá fornecer mais do que 70% da ingestão diária de grão integral, na média geral, apenas metade das pessoas consome uma porção de grãos integrais por dia, e a pipoca poderia preencher essa lacuna de uma forma muito agradável”. >> mas com sabedoria, né??? Nada de pipoca doce, cheia de xarope de groselha ou pipoca com manteiga derretida! Não adianta achar que está beneficiando o organismo se ao mesmo tempo você está consumindo calorias vazias e gorduras saturadas que você não consumia antes! 
A pipoca só se torna um alimento saudável se for feita do jeito tradicional, em uma panela ou pipoqueira na qual os grãos explodem no ar, sem muito óleo e sal. As versões de microondas e as amanteigadas, como as vendidas nos cinemas, NÃO SÃO RECOMENDADAS! A pipoca feita na pipoqueira tem o menor número de calorias, certo??? Uma vez que a pipoca de microondas tem o dobro de calorias, assim como a pipoca feita com óleo de cozinha, nada melhor do que comprar uma pipoqueira infantil (daquelas da Eliana, lembram???) e preparar a pipoca no ar quente!!! 
De novo, faço das palavras do endócrino as minhas: temos que tomar muuuuito cuidado com o valor calórico da pipoca! >> A ressalva calórica parte também do endocrinologista João César Castro Soares, da Unifesp. Apesar de a pipoca ser rica em polifenois, ela tem mais calorias do que frutas e legumes. Por isso, o ideal é evitar exageros com a nova informação e se ater a, no máximo, duas xícaras de pipoca por dia, já que apesar de ser fonte de fibra, a pipoca também é um carboidrato >>> ou seja: a pipoca é da família do arroz, das massas, da batata! A pipoca é milho, não esqueçam e aumentam a glicemia em pacientes diabéticos! Fornecem energia! Uma xícara de pipoca de panela tem, em média, 70 calorias.
E a nutri da reportagem é muito feliz quando relata que: não adianta querer comer mais pipoca por causa dos polifenóis se relacioná-la a um cardápio ruim!!! >>> Ou seja: se você detesta verduras e legumes, não vai sair deste blog achando que comer pipoca vai fazer a sua vida mais saudável! Ela tem sim seus benefícios, mas em quantidades estabelecidas e dentro de um contexto saudável, que inclui uma alimentação balanceada e colorida! 
De vez em quando, vai uma pipoquinha no ar quente com pouco sal aí??? 

Fonte:
http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/03/pipoca-tem-substancia-que-combate-o-envelhecimento-afirma-estudo.html CANDIDO, L. M. B.; CAMPOS, A. M. Alimentos funcionais. Uma revisão. Boletim da SBCTA. v. 29, n. 2, p. 193-203, 2005.
SOUZA, P. H. M.; SOUZA NETO, M. H.; MAIA, G. A. Componentes funcionais nos alimentos. Boletim da SBCTA. v. 37, n. 2, p. 127-135, 2003.
http://vidalight.prodesp.sp.gov.br/alimentos_funcionais.html
  






7 comentários:

  1. Adorei....Tenho comido muita pipoca ultimamamente, agora fico mais tranqüila. Vou lembrar da porção correta. Rsss...

    Que bom que de coração pode se doar para suas leitoras.

    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  2. Ju, pipoca é uma delícia, não vou negar, mas como sempre devemos lembrar o símbolo da nossa profissão... equilíbrio em tudo nessa vida! Beijo grande!

    ResponderExcluir
  3. Nada melhor do que obter as informações da "boca" (ou das teclas) de uma nutricionista. Esse blog foi o único local onde encontrei essa notícia de maneira bem colocada, com as devidas explicações e os devidos esclarecimentos. Em todo os outros sites que pesquisei, me deparei com absurdos e disparates, pessoas afirmando que substituir a salada do almoço por pipoca faz bem, que pipoca com azeite e um copo de leite é uma refeição completa, entre outras heresias. Parabéns, colega.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada L!!! Tento não fazer sensacionalismos e sim trazer a melhor informação possível!

    ResponderExcluir
  5. Ah aprendi uma receita super legal que não leva nada de óleo e ainda por cima no microondas. Vamos lá: 4 colheres de sopa de pipoca, 4 colheres de sopa de água, sal a gosto. Mistura em uma bacia de plástico alta tampe com filme plástico, faça alguns furinhos para sair o ar e coloque por 6 minutos no microondas. Bem o tempo pode variar de um pra outro mas daí é só observar. Bjs espero que gostem

    ResponderExcluir
  6. Sandra, sua receita eu já conhecia!!! Fica sensacional, não é mesmo??? Adooooro pipoca! O que não dá é pra comer sempre regada com manteiga derretida! Muuuuita gordura saturada!! Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Oi Amanda! Também sou nutricionista e estava ouvindo muita gente falando da pipoca, foi então que decidi fazeru ma pesquisa sobre ela e seus benefícios, e devo confessar que amei a forma como você escreveu, com muita pesquisa e consciência nutricional! Parabéns

    ResponderExcluir